Menu

Explore por temas!

Bookmarks

Salve suas notícias e leia quando quiser.

Execute o GitLab no Kubernetes

2 min de leitura
Patrocinado
Imagem de: Execute o GitLab no Kubernetes
Avatar do autor

Por Equipe TecMundo

@tec_mundo

Por: Ryan Moe e Animesh Singh.

Publicado em: 24 de março de 2017.

Sumário

Os contêineres são uma tendência importante na implantação de aplicativos tanto em nuvens públicas quanto em nuvens privadas. A recente adoção generalizada de contêineres deve-se em grande parte ao desenvolvimento de padrões que visam torná-los mais fáceis de usar, como o formato de imagem do Docker e seu modelo de distribuição. Um dos principais casos de uso de contêineres é a movimentação de aplicativos obsoletos para plataformas de orquestração de contêineres como o Kubernetes, o que permite melhor distribuição, dimensionamento e manutenção.

Descrição

Este aplicativo exibe todo o poder dos contêineres e mostra como você pode mover aplicativos existentes para a nuvem sem problemas. Fornecemos um roteiro completo para desenvolvedores, ajudando você a migrar seus aplicativos para a nuvem e a alavancar os pacotes nativos da nuvem utilizando contêineres. Mostramos como um aplicativo multicomponente comum pode ser implementado no IBM Cloud Kubernetes Service.

O GitLab representa um aplicativo típico de várias camadas, e cada componente terá seu próprio contêiner. Os contêineres de microsserviço serão destinados à camada da web, e o banco de dados de estado ou trabalho contará com Redis e PostgreSQL como seu banco de dados. 

Fluxo

Fluxo
Fluxo

  • O usuário interage com o GitLab através da interface da web ou enviando códigos para um repositório do GitHub. O contêiner do GitLab executa o principal aplicativo Ruby on Rails por trás do NGINX e do gitlab-workhorse, que é um proxy reverso para grandes solicitações HTTP, como downloads de arquivos e push/pull do Git. Ao servir repositórios por HTTP/HTTPS, o GitLab utiliza sua API para resolver a autorização e o acesso e servir objetos do Git.

  • Após a autenticação e a autorização, o aplicativo GitLab Rails deposita os trabalhos recebidos, as informações e os metadados na fila de trabalhos do Redis, que atua como um banco de dados não persistente.

  • Repositórios são criados em um sistema local de arquivos.

  • O usuário cria usuários, funções, solicitações de mesclagem, grupos e mais – todos esses são então armazenados no PostgreSQL.

  • O usuário acessa o repositório passando pelo shell do Git.

Instruções

Pronto para utilizar esse padrão de código? Encontre detalhes completos sobre como começar a executar e usar este aplicativo no README.

...

Quer ler mais conteúdo especializado de programação? Conheça a IBM Blue Profile e tenha acesso a matérias exclusivas, novas jornadas de conhecimento e testes personalizados. Confira agora mesmo, consiga as badges e dê um upgrade na sua carreira!

Categorias


Comentários

Conteúdo disponível somente online
Execute o GitLab no Kubernetes