Menu

Explore por temas!

Bookmarks

Salve suas notícias e leia quando quiser.

Imagem de: Microsoft Edge baseado no Chromium será lançado em 15 de janeiro
Avatar do autor

Por Ramalho Lima

via nexperts

1 min de leitura

Microsoft Edge baseado no Chromium será lançado em 15 de janeiro

A Microsoft anunciou que vai lançar uma versão "quase final" do navegador Edge baseado no projeto de software de código aberto Chromium durante a conferência Ignite, sendo que a versão final será lançada no dia 15 de janeiro, por meio de uma atualização. O Edge baseado no Chromium se tornará parte integrante do Windows 10 até a metade de 2020, provavelmente, a partir da grande atualização de maio.

A Microsoft já teve a hegemonia da internet na época de ouro do Internet Explorer, que acabou com o reinado do Netscape Navigator. Agora, a Google domina o setor de navegadores, com o Chrome tendo 64% de participação de mercado.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Novo Edge e Bing com recursos corporativos

O novo Edge poderá compartilhar todos os principais recursos do Chrome, como a rapidez, segurança, privacidade e compatibilidade com dezenas de temas e extensões, mas continuará tendo o buscador oficial da companhia como ferramenta de busca padrão, neste caso, o Bing.

Fonte: Microsoft/Divulgação

Para voltar a ganhar espaço na internet novamente, a empresa decidiu começar pelo mercado corporativo. O novo Bing integrado ao Edge "Chromium" será capaz de mostrar resultados de pesquisas relacionadas às empresas que os usuários trabalham.

Segundo Yusuf Mehdi, vice-presidente do grupo Modern Life and Devices da Microsoft, é inadmissível que as pessoas possam encontrar bilhões de documentos na internet, mas não consigam encontrar a política de despesas de seus empregadores, por exemplo. De acordo com um estudo da McKinsey, os funcionários perdem 20% de seu tempo tentando achar informações das empresas onde trabalham.

O novo recurso do Bing vai mostrar resultados em uma aba separada, gerados a partir de servidores corporativos, o que poderá incluir arquivos, portais e páginas internas, emails, etc. A funcionalidade será baseada em aprendizado de máquina e poderá diferenciar um colaborador direto de um terceirizado, para lidar com questões de permissões automaticamente.

Ele também será capaz de mostrar informações relacionadas a ferramentas como o Salesforce, G Suite (Google) e o Power BI, da própria Microsoft.

Cupons de desconto TecMundo:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Fontes

CNET

Categorias

Software Microsoft Edge Microsoft Windows 10 Navegador Google Chrome

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Microsoft Edge baseado no Chromium será lançado em 15 de janeiro