Google citou no ano passado, durante sua conferência para desenvolvedores, a Google I/O, que vinha trabalhando em um sistema de navegação com realidade aumentada para o Google Maps. A ideia era reformular um conceito do Google Glass, para permitir às pessoas ver as sinalizações sobrepostas no mundo real por meio do dispositivo móvel.  

Ainda não há cronograma para distribuição da novidade para todo mundo

Segundo o The Wall Street Journal, algumas pessoas do programa Local Guides — aquele em que voluntários ajudam a companhia de Mountain View a corrigir informações sobre estabelecimentos, pontos turísticos e etc — já vêm participando de testes com o Google Maps AR. Ao buscar por cafeterias e escolher uma delas, foi possível entrar em uma modalidade a partir da opção “Start AR”.

A interface utilizou uma mistura do Street View com localização via GPS e forneceu, em tempo real, as instruções com setas enormes na tela. Entretanto, essa funcionalidade não deve ser liberada, pelo menos não inicialmente, para motoristas. Isso porque, segundo a líder do projeto, Rachel Inman, a navegação é apenas para aqueles momentos em que você “sai do metrô e precisa saber para qual direção seguir”.

Google Fonte: The Wall Street Journal

Nessa própria experiência descrita pelo jornal, o Google Maps AR funcionou apenas alguns instantes e depois retornou para o mapa tradicional — ou seja, ele pode estar incompleto mesmo ou não deve ser disponibilizado para uso ininterrupto. Vale destacar que além de causar uma distração constante capaz de causar acidentes, essa ferramenta consome bastante bateria, então aí estariam duas boas razões para isso.

Google Fonte: The Wall Street Journal

A Google deve oferecer o Google Maps AR primeiro para os Local Guides, o que ajuda e muito a Gigante das Buscas a aprimorar suas orientações, e deve mostrar mais novidades em breve — talvez na Google I/O deste ano, entre os dias 7 e 8 de maio.

Cupons de desconto TecMundo: