Menu

Explore por temas!

Bookmarks

Salve suas notícias e leia quando quiser.

AlphaBay: moderador de loja na dark web pega 11 anos de prisão

1 min de leitura
Imagem de: AlphaBay: moderador de loja na dark web pega 11 anos de prisão
Avatar do autor

Por Nilton Kleina

via nexperts

O caso de uma das maiores lojas da dark web continua em julgamento, agora com um novo desenrolar no processo. O norte-americano Bryan Connor Herrell, de 26 anos, foi condenado a 11 anos de prisão por ser um dos moderadores da plataforma virtual conhecida como AlphaBay.

Herrell morava no estado norte-americano do Colorado e ajudou a concretizar mais de 20 mil vendas no site, além de cuidar da comunidade para evitar golpes e fraudes em geral. Ele era pago em bitcoin e usava pseudônimos, como Penissmith e Botah. Após a prisão, ele se declarou culpado por participar de uma organização influente, corrupta e de extorsão — uma pena que poderia chegar a 20 anos.

A identidade de Herrell foi descoberta durante as investigações que sucederam a prisão do principal responsável pelo AlphaBay, Alexandre Cazes. Em 2017, quando ele foi detido na Tailândia e a página saiu do ar, um notebook contendo informações sem criptografia levou ao desmantelamento de toda a rede por trás da loja de drogas, armas e serviços criminosos. Aos 26 anos, pouco tempo após a prisão, Cazes foi encontrado morto na cela em circunstâncias misteriosas.

Cupons de desconto TecMundo:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Fontes

Categorias


Comentários

Conteúdo disponível somente online
AlphaBay: moderador de loja na dark web pega 11 anos de prisão