Menu

Explore por temas!

Bookmarks

Salve suas notícias e leia quando quiser.

Aprenda a identificar e evitar golpes relacionados à covid-19

4 min de leitura
Imagem de: Aprenda a identificar e evitar golpes relacionados à covid-19
Avatar do autor

Por Equipe TecMundo

@tec_mundo

Com a "popularização forçada" do trabalho remoto ou home office devido à pandemia da covid-19, a quantidade de ameças de segurança na internet explodiu. Por isso, o pessoal da Google resolveu dar algumas dicas para ajudar você a desviar desse campo minado, especialmente em tempos de coronavírus.

Muitos golpes relacionados ao coronavírus chegam na forma de e-mails. Diante disso, é importante parar por um instante e avaliar qualquer mensagem sobre esse assunto antes de clicar em links ou tomar outras medidas. Fique atento a pedidos de informações pessoais, como endereço ou dados bancários.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Links falsos costumam imitar o visual e o texto de sites conhecidos – eles apenas acrescentam algumas palavras ou letras a mais. Por isso, é importante verificar a validade da URL: basta passar o mouse sobre ela (em um computador desktop) ou pressionar o dedo por alguns segundos em cima do endereço (no celular). 

1 - Para comunicação relacionada a trabalho, use o e-mail corporativo da empresa

A Google está em contato constante com seus clientes corporativos, e a empresa notou que, com frequência, os funcionários colocam a companhia em risco ao usar contas e aparelhos pessoais para trabalhar.

Mesmo neste período de home office, é importante separar o que acontece no e-mail profissional do pessoal. Contas corporativas trazem recursos adicionais de segurança, que garantem o sigilo das informações privadas da empresa. Caso você tenha dúvidas sobre as proteções de segurança online do seu empregador, fale com o departamento de TI para garantir que esses recursos estão habilitados – como a verificação em duas etapas.

2 - Garanta a segurança das chamadas de vídeo nos aplicativos de videoconferência

Google Meet e outras ferramentas de videoconferência já vêm com controles de segurança que estão sempre habilitados, por padrão. Isso assegura que pessoas e empresas estejam protegidas na grande maioria dos casos. Mesmo assim, é possível tomar algumas medidas em qualquer aplicativo de videoconferência para aumentar ainda mais a segurança da chamada:

  • Se a reunião usar um código numérico curto, utilize o recurso de pedir uma senha ou código PIN. Esta etapa adicional de verificação ajuda a garantir que apenas pessoas convidadas terão acesso ao encontro.
  • Na hora de compartilhar o convite para uma reunião, não se esqueça de habilitar o recurso “autorização para entrar”, caso esteja disponível. Dessa forma, quem organizou a chamada pode permitir ou negar a entrada de participantes.
  • Se você receber um convite para uma videochamada que exija instalar um novo aplicativo, confira se o convite é realmente válido ou se vem de alguém tentando se passar por outra pessoa. Só instale o app se tiver certeza de que a reunião é real e confiável.

3 - Instale as atualizações de segurança disponíveis

Neste cenário de trabalho em casa, é possível que o laptop da sua empresa não faça as atualizações automáticas de segurança que faria se você estivesse no escritório, conectado à rede corporativa. Caso você receba alertas sobre atualizações de segurança, é importante fazê-las. Elas contêm soluções para vulnerabilidades conhecidas – brechas que os criminosos usam para explorar e atingir usuários.

4 - Use um administrador de senhas para criar e guardar senhas fortes

É bem possível que você esteja usando vários novos aplicativos para trabalhar ou estudar em casa – e pode ser muito tentador usar a mesma senha para todos eles. Pesquisas mostram que 66% dos norte-americanos afirmam usar a mesma senha para várias contas diferentes.

Para garantir o sigilo de suas informações pessoais, use sempre uma senha diferente para cada app, que seja forte e difícil de violar. Para facilitar na hora de criar e lembrar dessas senhas, conte com um administrador de senhas.

5 - Proteja sua Conta Google

Se você tem uma conta Google, é fácil ficar por dentro dos mais recentes problemas de segurança conhecidos e obter recomendações personalizadas, que ajudam a proteger seus dados e aparelhos. Basta fazer uma Verificação de Segurança. Essa ferramenta também permite realizar um Checkup de Senhas, que avisa quando senhas salvas para sites ou contas de outras empresas foram comprometidas e ajuda a criar senhas novas e seguras.

Vale a pena também considerar a possibilidade de adotar a verificação em duas etapas – um sistema que você provavelmente já utiliza em aplicativos de bancos ou serviços financeiros, para garantir mais uma camada de segurança.

A verificação em duas etapas afasta pessoas que não devem ter acesso às suas contas: ela cria uma segunda camada de verificação, além do nome de usuário e da senha que você já usa para acessar o app ou a conta. Para adotar essa proteção na Conta Google, acesse g.co/2SV.

Caso você exerça uma profissão que atraia ainda mais o interesse de criminosos – jornalista, ativista, político ou profissional de saúde com cargo de decisão –, inscreva-se no Programa Proteção Avançada do Google. Ele oferece o mais elevado grau de proteção, e pode ser acessado pelo site g.co/advancedprotection.

6 - Garanta a segurança de seus filhos na internet

Escolas de diversos países do mundo estão fechadas, e com isso as crianças passam mais tempo na internet. Existem formas de ajudar os pequenos a identificar golpes – como o site Seja Incrível na Internet e o game interativo Interland.

Family Link permite criar contas específicas para cada idade, monitorar os aplicativos que seus filhos baixam e ficar atento as atividades deles na internet .

Cupons de desconto TecMundo:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Fontes

Categorias


Comentários

Conteúdo disponível somente online
Aprenda a identificar e evitar golpes relacionados à covid-19