A CyberGuerrilla, principal célula de comunicação Anonymous no mundo, se posicionou contra o governo da França e declarou apoio aos manifestantes que tomam as ruas do país durante os últimos dias. Por meio de uma nova operação de ataques, a #OpFrance, a célula divulgou um documento com cerca de 4 mil registros de dados pessoais da equipe do Ministério da Defesa francês.

Somos a rebelião contra uma sociedade autoritária, contra o isolamento e a competição

“Somos a rebelião contra uma sociedade autoritária, contra o isolamento e a competição. Somos a rebelião por outra realidade social e cultural. Na esteira das tentativas de libertação global, chegou a hora de uma luta decisiva que não aceitaria mais a legitimidade pseudo-natural do sistema e queria seriamente superá-lo”, escreveu a Anonymous. “Estamos à procura de mudanças para a luta de libertação, para uma nova maneira de nos conectarmos com os outros. Nós somos autônomos, nós somos ingovernáveis, somos ação, nós não esquecemos nossos camaradas”.

Entre os dados vazados, estão: nome completo, email pessoal, número telefônico, número do fax, cargo dentro do Ministério da Defesa e título do usuário. Dados como estes permitem o contato direto realizado por manifestantes ou até a realização de golpes diferentes via internet, como spear phishing e a utilização da engenharia social.

hackDados vazados

Caso você não saiba, phishing é um dos métodos de ataque mais antigos, já que "metade do trabalho" é enganar o usuário de computador ou smartphone. Como uma "pescaria", o cibercriminoso envia um texto indicando que você ganhou algum prêmio ou dinheiro (ou está devendo algum valor) e, normalmente, um link acompanhante para você resolver a situação. O phishing também pode ser caracterizado como sites falsos que pedem dados de visitantes. A armadilha acontece quando você entra nesse link e insere os seus dados sensíveis — normalmente, há um site falso do banco/ecommerce para ludibriar a vítima —, como nome completo, telefone, CPF e números de contas bancárias.

Os manifestantes franceses pedem a renúncia do presidente Emmanuel Macron

A diferença para o spear phishing é o direcionamento: enquanto o phishing tenta abocanhar várias pessoas de uma vez, o “spear” é direcionado para apenas um alvo, seja pessoa ou empresa.

Os manifestantes franceses pedem a renúncia do presidente Emmanuel Macron impulsionados por recentes decisões políticas que agrediram o povo, como o aumento de taxas. Macron é aprovado por apenas 21% do eleitorado e, após o início dos protestos, já anunciou a revogação de uma nova taxa sobre os combustíveis durante todo o ano de 2019. Mesmo assim, os “coletes amarelos”, como são conhecidos os manifestantes, continuando levando outras pautas para as ruas.

postPost

Cupons de desconto TecMundo: