A Samsung está liberando um patch de segurança para usuários atualizarem smartphones top de linha, que vão desde o Galaxy S8, S8+ e Note 8 até os mais novos Galaxy S9 e S9+. A atualização possui correções para seis bugs que foram apontados pela Google como críticos no último boletim de segurança divulgado.

Entre as falhas corrigidas, hackers mal-intencionados poderiam executar códigos remotos nos aparelhos. Todas as vulnerabilidades foram corrigidas no pacote: 27 no total, sendo 21 identificadas como graves. A Samsung comentou que cinco bugs estavam relacionados aos processadores Snapdragon desenvolvidos pela Qualcomm — e presentes na série Galaxy S8, S9 e Note 8.

Vale notar que, no Brasil, o Galaxy S8 chegou com processador Exynos. O Snapdragon chegou apenas na última versão, o Galaxy S9

Uma das vulnerabilidades mais críticas, a CVE-2017-13292, permitia que cibercriminosos executassem códigos arbitrários por meio de arquivos especialmente desenvolvidos. Dessa maneira, era possível receber acesso privilegiado e ter acesso aos dados do aparelho. Esse bug ainda estava atrelado ao chipset da Broadcom.

Outra falha (CVE-2017-18128) é descrita da seguinte maneira: "controle de acesso inadequado durante a configuração do MPU (Memory Protection Unit) protegendo os registros de correção de erros e pode potencialmente levar à exposição de dados seguros relacionados".

Confira as melhores ofertas da linha Samsung Galaxy S:
Galaxy S9+
Galaxy S9
Galaxy Note 8
Galaxy S8+
Galaxy S8