Nesta terça-feira (7), comemoramos ao redor do mundo o Dia da Internet Segura, uma data criada para conscientizar a todos sobre a importância do uso seguro da web. O Facebook é a rede social mais popular e ainda registra um grande número de golpes e problemas de privacidade. Por isso, destacamos aqui sete dicas para manter sua conta mais protegida.

São coisas básicas: um conjunto de ferramentas encontradas na própria plataforma, a partir das opções “Verificação de Segurança” e “Verificação de Privacidade”, disponíveis a qualquer momento, tanto na versão desktop quanto mobile:

1. Ative as aprovações e os alertas de login

As “Aprovações de Login” servem como uma camada extra de segurança: a chamada autenticação em duas etapas. Toda vez que você acessa sua conta por meio de um dispositivo diferente, uma notificação é enviada a respeito, juntamente com um código para você completar o registro e entrar no seu perfil.

Os “Alertas de Login” atuam de forma semelhante, contudo, em vez dos códigos, são enviados avisos sobre conexão para monitomento de possíveis intrusos na rede.

2. Adicione chaves físicas de segurança

Você pode criar uma “Chave de Segurança” física para ativar a aprovação do login de sua conta. Como? Via dispositivos USB semelhantes a pendrives, que podem ser comprados em empresas como a Yubico. O padrão é universal: o 2nd Factor (U2F), da FIDO Alliance.

3. Mude para senhas mais complexas

Chega de datas de aniversários ou nomes de familiares e animais de estimação. Tudo isso facilita muito a vida de quem quer invadir sua conta. Dificulte o acesso dessas pessoas com senhas que possuam ao menos seis caracteres e uma combinação de números, letras e pontuações. Observe a força da sua escolha ao cadastrá-la e use um conjunto bem diferente do que já utiliza nos serviços bancários e no correio eletrônico pessoal.

4. Contatos de confiança podem ajudar

Imagine você esquecer sua senha e não conseguir enviar para seu email para redefini-la. Pior: ao tentar logar em outro dispositivo, você ainda ser considerado uma ameaça para si mesmo. Os “Contatos de Confiança” são três a cinco pessoas escolhidas por você para receber um código de segurança, usado para acessar novamente seu perfil.

5. Saiba como lidar com spam ou publicações criadas sem o seu aval

Clicou em uma mensagem maliciosa por engano e agora você está espalhando spam ou postagens que não foram criadas por você? Como proceder?

Bem, para começar, você precisa verificar seu “Histórico de Login” e executar uma análise de “Onde você está conectado”. Dessa forma, você pode ter certeza se algum invasor acessou sua conta, onde e em que horário aconteceu essa atividade e qual aparelho ele pode ter usado. Depois, dê uma olhada no “Registro de Atividades” e  exclua todo o conteúdo indesejado.

6. Phishing

O phishing é o golpe usado por alguém que tenta obter suas credenciais se passando por um serviço, instituição, enfim, algo que essa pessoa não é. Normalmente, o cibercriminoso usa um site falso muito parecido com o verdadeiro e pede informações.

Fique atento a mensagens com erros de digitação e de grafia, links para destinos diferentes do local indicado no email e mensagens que pedem informações pessoais. O Facebook nunca pedirá a senha da sua conta, dados como número do CPF e de cartão de crédito. Para denunciar casos como esse, envie para phish@fb.com ou use os links de denúncia.

7. Escolha bem o nível de privacidade

Sabe que aquela postagem bacana para os amigos pode ser inadequada para os colegas de trabalho, certo? Então, o melhor é você definir com mais detalhes quem pode ver o seu conteúdo. Isso pode ser feito facilmente na seleção de audiência.

Como devem ter notado, todas essa dicas já fazem parte do material didático de segurança do próprio Facebook, disponível por completo em “Privacy Basics”. Mantenha tudo isso em dia e vai perceber que os problemas com isso vão diminuir bastante. E faça o seu papel nesse Dia da Internet Segura: compartilhe essas ideias!