Menu

Explore por temas!

Bookmarks

Salve suas notícias e leia quando quiser.

Xiaomi Redmi Note 5 pega fogo após apresentar problema na bateria

2 min de leitura
Imagem de: Xiaomi Redmi Note 5 pega fogo após apresentar problema na bateria
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Por Wellington Arruda

via nexperts

Renata*, usuária do Redmi Note 5, smartphone da Xiaomi, alegou que seu dispositivo entrou em combustão no dia 30 de abril por volta das 7h45. Segundo ela, o celular havia apresentado problemas para carregar dias antes do ocorrido.

Ela disse que o celular estava em seu bolso, normalmente, e que quando pegou ele percebeu que a tampa traseira estava fora do lugar. Em seguida, tentou encaixá-la no lugar correto, mas "começou a sair fagulhas [do smartphone] e pegar fogo".

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

De acordo com o relato, o caso aconteceu em Belo Horizonte. A usuária, que preferiu não ter seu nome verdadeiro revelado, afirmou ter comprado o Redmi Note 5 pelo Mercado Livre em junho de 2018.

Conforme disse, "uns dias antes, notei que estava tendo dificuldade para colocar ele para carregar". Por outro lado, Renata também afirmou que o celular sempre foi usado como as peças originais que vêm na caixa do produto – no caso, carregador de parede e cabo USB.

Segundo relatou ao TecMundo, o smartphone que pegou fogo foi apagado usando ajuda de um extintor de incêndio e ninguém ficou ferido. De acordo com as imagens compartilhadas conosco por Renata*, o smartphone ficou danificado por completo após o incidente.

Redmi Note 5, smartphone da Xiaomi, entrou em combustão segundo usuária brasileira.Redmi Note 5, smartphone da Xiaomi, entrou em combustão segundo usuária brasileira.Fonte:  Renata*/Divulgação 

A Xiaomi atua no Brasil em parceria com a DL Eletrônicos, que também faz a gestão e logística da assistência técnica dos produtos. Para smartphones, o suporte é por 12 meses dentro do período de garantia, que cobre defeitos de fabricação.

No entanto, por se tratar de um dispositivo comprado fora dos canais oficiais, mesmo que estivesse dentro do prazo estipulado, a Xiaomi não deve cobrir os danos causados.

Entramos em contato com a empresa na terça-feira (19), mas até o momento não recebemos um posicionamento oficial sobre o caso. Assim que a fabricante responder o pedido, atualizaremos esta notícia.

Não é a primeira vez

Esta, de fato, não é a primeira vez que vemos relatos do tipo com smartphones, de modo geral. Especificamente da Xiaomi, vimos em 2015 um relato de que um Redmi 2A pegou fogo durante uma ligação.

Já em 2019, um usuário divulgou em rede sociais que o seu Redmi Note 7S entrou em combustão. Ele entrou em contato com a Xiaomi, que não reparou os danos porque a bateria não é coberta pela garantia. O usuário alegou, neste caso, que o dispositivo pegou fogo após um mês da compra.

*A usuária preferiu não ter seu nome verdadeiro identificado, por isso usamos "Renata" como nome fictício para ilustrar a matéria.

Cupons de desconto TecMundo:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Categorias


Comentários

Conteúdo disponível somente online
Xiaomi Redmi Note 5 pega fogo após apresentar problema na bateria