A Intel publicou informações sobre como o desempenho das máquinas equipadas com os seus processadores será afetado pela correção da falha que atinge os chips da empresa fabricados nos últimos 10 anos. O problema abre uma brecha de segurança para as ameaças Meltdown e Spectre.

O texto, divulgado no blog oficial da companhia, trata de computadores equipados com a sexta, a sétima e a oitava de gerações de CPUs Intel Core e Windows 10. De acordo com a publicação, será pequeno o impacto em dispositivos que combinam processadores de oitava geração (Kaby Lake e Coffee Lake) e SSD.

“Em várias cargas de trabalho, incluindo produtividade empresarial e criação de mídia, como representado no benchmark SYSMark2014SE, o impacto esperado é de menos de 6%”, revela a Intel.

Mesmo assim, a empresa informa que alguns usuários dessa configuração podem sentir um impacto mais notável, como em situações que envolvem o uso de aplicações web com operações mais complexas utilizando JavaScript. Neste caso, a redução de desempenho pode chegar a 10%, apontam os testes iniciais da fabricante.

“As nossas medições de impacto no desempenho da sétima geração da plataforma mobile Kaby Lake-H são similares às das plataformas de oitava geração (aproximadamente 7% no benchmark SYSMark2014SE)”, informa. “Para a plataforma de sexta geração Skylake-S, as nossas medições mostram um impacto levemente superior, mas geralmente na linha do observado nas plataformas de oitava e sétima gerações (aproximadamente 8%).”

Ainda de acordo com a Intel, a queda de desempenho em plataformas com Windows 7 gira em torno de 6%, com um impacto ainda menor em computadores que utilizam um HDD. A companhia informa que divulgará na próxima semana dados relacionados a dispositivos mobile e desktop lançados nos últimos cinco anos.

Intel

A tabela acima pode ser conferida completa e em tamanho real neste link (em PDF).