Menu

Explore por temas!

Bookmarks

Salve suas notícias e leia quando quiser.

Novo detector de bombas da Airbus atua como 'nariz eletrônico'

1 min de leitura
Imagem de: Novo detector de bombas da Airbus atua como 'nariz eletrônico'
Avatar do autor

Por Nilton Kleina

via nexperts

A Airbus deve iniciar no final de 2020 o teste de um novo equipamento capaz de detectar explosivos em aeroportos. Trata-se de um sensor eletrônico que simula os processos de cães farejadores e é capaz de detectar certos odores e a presença de determinados elementos químicos nas proximidades.

O sensor tem a forma de uma água viva e é posicionada nas paredes dos túneis de embarque. O aparelho é da Koniku, uma pequena startup de segurança que estuda o funcionamento de processos neurais e biológicos para aplicar funcionamentos similares em tecnologias.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Neste caso em específico, o sensor é "reforçado" por células vivas que "respiram" e, geneticamente modificadas para ganhar receptores olfativos, são capazes de identificar o que está no ar com uma precisão maior do que equipamentos totalmente mecânicos.

O sensor com células dotadas de receptores olfativos.O sensor com células dotadas de receptores olfativos.Fonte:  Koniku 

A Koniku também deseja criar formas de detectar infectados com o novo coronavírus a partir dos sensores, mas essa tecnologia ainda está em fases iniciais de desenvolvimento.

Cupons de desconto TecMundo:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Fontes

Categorias


Comentários

Conteúdo disponível somente online
Novo detector de bombas da Airbus atua como 'nariz eletrônico'