Menu

Explore por temas!

Bookmarks

Salve suas notícias e leia quando quiser.

Imagem de: Brasil registra 1ª morte com patinete compartilhada
Avatar do autor

Por André Luiz

1 min de leitura

Brasil registra 1ª morte com patinete compartilhada

Meios de transporte compartilhados começaram a se popularizar pelo País, com bicicletas e patinetes presentes nas grandes cidades. Infelizmente, isso também aumenta o risco de acidentes graves e até mesmo mortes, como foi confirmado no dia 8 de setembro, quando um homem faleceu após se acidentar de patinete.

A vítima foi engenheiro Roberto Pinto Batista Júnior, de 43 anos, em Belo Horizonte (MG). Ele estava acompanhado de um casal de amigos na região do Mercado Central quando compraram créditos para usar as patinetes. No caminho, o engenheiro se desequilibrou e bateu a cabeça em um pedaço de concreto que dividia a ciclovia da Avenida Paraná.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Roberto Pinto Batista Júnior, de 43 anos, deixa dois filhos. (Fonte: G1/Reprodução)

Roberto sofreu traumatismo craniano grave, o que ocasionou duas paradas cardiorrespiratórias. Testemunhas informaram que ele apresentava dificuldade em pilotar a patinete, além de não usar capacete, algo que ainda não é obrigatório por lei para esse tipo de veículo.

Yellow se pronuncia sobre a tragédia

Em comunicado encaminhado ao site UOL, a Grow, empresa que contrata as patinetes Yellow e Grin, disse o seguinte:

"A Yellow manifesta seu profundo pesar e solidariedade com os familiares de Roberto Pinto Batista Jr que, de acordo com fontes oficiais, sofreu um acidente fatal ao trafegar com uma patinete em Belo Horizonte neste sábado.

A Yellow está em contato direto com a família de Roberto em BH para prestar todo o apoio possível neste momento e também está em diálogo com as autoridades locais para ajudar a esclarecer de que forma este acidente ocorreu."

A prefeitura de Belo Horizonte informou que uso das patinetes é regulado por resolução do Contran e que a empresa criou um grupo de trabalho que está elaborando uma regulamentação complementar, com participação da BHTRANS, Guarda Municipal, Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Municipal de Política Urbana, entre outros, para criar regras de circulação.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Fontes

UOL

Categorias

Mobilidade Urbana/Smart Cities Patinete Elétricos

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Brasil registra 1ª morte com patinete compartilhada