O mundo pode até parecer um lugar bem ruim, porém, segundo Bill Gates, está ficando cada vez melhor. O ex-CEO da Microsoft e emblemático bilionário assina o último editorial da Time e mostra aos leitores como o mundo está caminhando para se tornar um lugar melhor para todos nós.

Boa parcela da culpa sobre esse sentimento 'pessimista' que vivemos está na mídia

"Ler as notícias de hoje não é algo que nos deixa exatamente otimistas. Furacões nas Américas. Tiroteios em massa horríveis. As tensões globais sobre as armas nucleares, a crise em Mianmar, guerras civis sangrentas na Síria e no Iêmen. Seu coração se quebra por cada pessoa que é atingida por essas tragédias. Mesmo para aqueles de nós com sorte de não serem diretamente afetados, pode parecer que o mundo está se despedaçando". É assim que Bill Gates abre seu texto.

"Estes eventos — por mais horríveis que sejam — aconteceram no contexto de uma tendência maior e positiva. No geral, o mundo está ficando melhor", disse. Dentre as coisas boas, Gates aponta que a taxa de mortalidade infantil caiu pela metade desde os anos 90; a taxa de pessoas que vivem em extrema pobreza passou de um terço da população mundial nos anos 90 para cerca de um décimo atualmente; aumentou substancialmente o número de crianças que entram para escola (mais de 90%); as leis que protegem homossexuais hoje estão em voga em 100 países; e a quantidade de mulheres sendo eleitas para cargos públicos vem crescendo.

Isso não é novidade, e Bill Gates fez questão relembrar: boa parcela da culpa sobre esse sentimento "pessimista" que vivemos está na mídia. Isso porque as pessoas leem e consomem mais notícias negativas. Gates comenta que isso ajuda até no nascimento de veículos de mídia que focam apenas em notícias ruins.

Os homens podem parar um pouco e deixar que as mulheres limpem a bagunça que foi feita

Além do próprio editorial, Gates convidou alguns amigos para também opinarem na Time. Um deles — o frontman da banda U2, Bono Vox — comentou que "os homens podem parar um pouco e deixar que as mulheres — as Merkels e Malalas — limpem a bagunça que foi feita e que os homens ainda estão fazendo".

"Até certo ponto, é bom que a má notícia chame atenção. Se você quiser melhorar o mundo, você precisa de alguma coisa que o irrite. Mas isso deve ser equilibrado por coisas boas. Quando você vê coisas boas acontecendo, você pode canalizar sua energia para conduzir ainda mais progresso", finaliza Bill Gates.