Menu

Explore por temas!

Bookmarks

Salve suas notícias e leia quando quiser.

Singapura paga R$ 1.400 para quem fizer exercícios com Apple Watch

1 min de leitura
Imagem de: Singapura paga R$ 1.400 para quem fizer exercícios com Apple Watch
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Por Nilton Kleina

via nexperts

Além dos novos iPads e da sexta geração do seu relógio inteligente, a Apple anunciou nesta terça-feira (15) uma nova parceria governamental em Singapura que vai premiar quem se manter em forma e usar os produtos da empresa.

A iniciativa se chama LumiHealth e envolve um aplicativo de mesmo nome que registra as atividades físicas e os hábitos cotidianos sincronizados via Apple Watch e iPhone. Você realiza os exercícios usando o relógio e, quando os movimentos são enviados ao celular, ganha recompensas no serviço digital. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Quem participar do programa do governo de forma voluntária já precisa ser dono de ambos os aparelhos. A pessoa receberá "desafios" a serem cumpridos com base em idade e tipo físico, tudo com um pano de fundo de gamificação para facilitar o cumprimento das atividades.

appleGoverno de Singapura utiliza tecnologia da Apple para incentivar exercícios (Reprodução/Apple)

Além de exercícios, o aplicativo traz sugestões de alimentação, dicas para melhorar a qualidade do sono e informações sobre saúde pública, como é o atual caso da pandemia da covid-19. 

Os voluntários que passarem por todas as etapas serão premiados em dinheiro por até S$380 — cerca de R$ 1,4 mil em conversão direta de moeda. De acordo com a desenvolvedora, todos os dados são criptografados e ficam armazenados de forma segura.

A interface do aplicativo com desafios diários.A interface do aplicativo com desafios diários.Fonte:  Apple 

A iniciativa LumiHealth deve durar dois anos e começar em outubro de 2020. Por enquanto, a parceria é exclusiva com o governo de Singapura e partiu dos próprios políticos, com a Apple se mostrando uma das interessadas em colaborar.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Fontes


Comentários

Conteúdo disponível somente online
Singapura paga R$ 1.400 para quem fizer exercícios com Apple Watch