Menu

Explore por temas!

Bookmarks

Salve suas notícias e leia quando quiser.

Imagem de: Oi sofreu prejuízo de R$ 9 bilhões em 2019, segundo relatório
Avatar do autor

Por Kris Gaiato

via nexperts

1 min de leitura

Oi sofreu prejuízo de R$ 9 bilhões em 2019, segundo relatório

Durante a madrugada desta quinta-feira (26), a Oi divulgou resultados do balanço financeiro de 2019. O prejuízo da empresa atingiu os R$ 9 bilhões, segundo o relatório mais recente. 

Isso pode ter sido gerado, além dos custos e despesas usuais da empresa, por uma série de fatores, como a variação cambial que ocorreu em 2019, os juros sobre arrendamentos em razão da implementação do IFRS 16, além da atualização monetária das provisões para contingências.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Em resumo, 2019 foi um ano difícil para a Oi, que acumulou R$ 5,87 bilhões a mais em dívidas. No total, a empresa registrou R$ 18,22 bilhões em dívidas brutas e R$ 15,92 bilhões em dívidas líquidas.

O EBITDA, sigla em inglês para Earnings before interest, taxes, depreciation and amortization, sofreu uma queda de 23,7% (menos R$ 4,46 bilhões). No entanto, levando em conta o novo padrão IFRS16, o EBITDA ficou em R$ 6 bilhões negativos.

(Fonte: Veja Abril/ Reprodução)(Fonte: Veja Abril/ Reprodução)Fonte:  Veja Abril 

Esse indicador, utilizado para avaliar empresas de capital aberto, demonstra quanto a empresa está gerando com suas atividades operacionais, desconsiderando investimentos financeiros, empréstimos e impostos.

A desvalorização do Real em 4% frente ao Dólar foi como um golpe nas contas da empresa. No final de dezembro do ano passado, as contas da Oi em moeda estrangeira foram ajustadas e passaram a representar 52,2% da dívida total.

No quesito operacional, a Oi também sofreu quedas. No fim de 2019, 7 milhões de clientes de telefonia fixa residencial foram registrados — menos 15,4% do que no ano anterior.

Apesar de também sofrer baixas no pré-pago, os investimentos em 4,5G possibilitaram que a empresa ampliasse seu portfólio de ofertas, fazendo com que mais 1,7 milhão de clientes aderissem ao pós-pago.

A operadora também está crescendo no segmento de TV paga. Em 2019, a Oi registrou o melhor desempenho do mercado, atingindo 1,4 milhão de assinaturas. Além disso, vale destacar que, em fevereiro, a Anatel afirmou que a Oi não corre mais risco de "falência iminente".

Cupons de desconto TecMundo:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Categorias

Mercado Oi Telefonia Anatel

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Oi sofreu prejuízo de R$ 9 bilhões em 2019, segundo relatório