Menu

Explore por temas!

Bookmarks

Salve suas notícias e leia quando quiser.

Israel autoriza monitoramento de celulares para combater Covid-19

1 min de leitura
Imagem de: Israel autoriza monitoramento de celulares para combater Covid-19
Avatar do autor

Por Igor Almenara Carneiro

via nexperts

Buscando conter a disseminação do novo Coronavírus, o governo de Israel decidiu utilizar uma ferramenta de localização — inicialmente desenvolvida para localizar terroristas — para monitorar pacientes infectados pela doença.

O anúncio partiu de Benjamin Netanyahu, primeiro ministro de Israel. Em canais de televisão nesta segunda-feira, Netanyahu declarou que o país implementará medidas emergenciais de vigilância cibernética por um período de 30 dias. Com isso, autoridades serão autorizadas a rastrear os celulares de pessoas diagnosticadas com o Covid-19 e pessoas com suspeitas da doença.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Com os dados de localização, agentes do governo entrarão em contato com as pessoas que estiveram próximas dos pacientes diagnosticados com o vírus e as notificarão sobre o possível contágio da doença. Normalmente, a medida de vigilância precisa passar pelo processo parlamentar para ser implementada, mas Netanyahu a considera como a única opção. 

(Fonte: VisualHunt)(Fonte: VisualHunt)Fonte:  VisualHunt 

“Eu me abstive como primeiro ministro em usar esses meios com a população civil até agora, mas não há escolha”, alerta o ministro. “Estamos travando uma guerra que obriga usar meios especiais e, portanto, busquei a aprovação do Ministério da Justiça. Isso nos dá uma ferramenta muito eficaz.”, completa.

Israel não é o primeiro país a adotar medidas de vigilância e monitoramento para contenção de doenças. Em 2015, o governo da Coreia do Sul aprovou um conjunto de leis que autorizavam a coleta de inúmeros dados de pacientes detectados com doenças infectocontagiosas — incluindo compras feitas com cartão e localização em tempo real. Neste caso, todo cidadão sul-coreano supervisionado deveria ser notificado pelas autoridades e quaisquer dados registrados deveriam ser excluídos assim que o monitoramento fosse encerrado.

A liberdade e o bem comum

Medidas de monitoramento contra doenças deixam especialistas jurídicos em alerta. Eles se preocupam com o perigoso equilíbrio entre liberdade civil e a sobrevivência. Atualmente, governos podem estar evitando a propagação de doenças, mas as mesmas ferramentas podem acabar sendo utilizadas para fins não tão benéficos à sociedade no futuro.

Cupons de desconto TecMundo:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Fontes

Categorias


Comentários

Conteúdo disponível somente online
Israel autoriza monitoramento de celulares para combater Covid-19