Menu

Explore por temas!

Bookmarks

Salve suas notícias e leia quando quiser.

Imagem de: Ninguém segura: Xiaomi vai entrar no mercado japonês em 2020
Avatar do autor

Por Nilton Kleina

via nexperts

@niltonkleina

1 min de leitura

Ninguém segura: Xiaomi vai entrar no mercado japonês em 2020

A Xiaomi está se preparando para entrar em mais um mercado que, se abraçar a companhia assim como países como China e Índia, pode fazer ela ser ainda mais dominante no setor de eletrônicos. É o Japão, que deve receber os seus primeiros produtos da fabricante em algum momento de 2020.

Segundo o Nikkei Asian Review, os planos de expansão foram revelados pela companhia nesta segunda-feira (4). "Múltiplos modelos" serão oferecidos, incluindo smartphones e wearables. Nomes ainda não foram definidos pela marca, mas a comercialização será no formato já tradicional da empresa: lojas onlines e pop-up em locais específicos. Depois de algum tempo, é possível que a Xiaomi faça parcerias com operadoras para lançar celulares já com planos de dados, algo comum no país.

Como obstáculo, a falta de cuidados com a privacidade é uma preocupação que o consumidor japonês talvez tenha com a empresa chinesa — principalmente por causa das acusações contra a Huawei. "Nós cooperamos com empresas como a Google. Temos uma reputação de respeitar regras sobre dados pessoais na Europa e faremos o mesmo no Japão", afirmou o chefe de operações internacionais da Xiaomi, Wang Xiang. Atualmente, a empresa é a quarta maior do mundo no mercado de smartphones.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Categorias


Comentários

Conteúdo disponível somente online
Ninguém segura: Xiaomi vai entrar no mercado japonês em 2020