Seguindo uma determinação judicial, a Apple deixou de vender iPhones 7 e 8 em suas lojas oficiais online e físicas na Alemanha. A empresa perdeu uma batalha nos tribunais contra a Qualcomm, que acusou a Maçã de infringir suas patentes de gerenciamento de energia em aparelhos dessas duas gerações.

A mesma determinação ainda obriga a Apple a recolher esses iPhones de lojas parceiras que revendem seus produtos, tais como lojas de operadoras e outros pontos de vendas de eletrônicos. Apesar disso, praticamente todos os revendedores de iPhones na Alemanha ainda contam com esses aparelhos disponíveis para compra no momento desta publicação.

Qualcomm teria que depositar €1,34 bilhão em uma conta sob guarda judicial

Essa decisão judicial foi tomada já em dezembro, mas, para entrar em vigor, a Qualcomm teria que depositar €1,34 bilhão em uma conta sob guarda judicial para cobrir possíveis danos sofridos pela Apple na eventualidade de a proibição de venda ser revertida no futuro. Essa quantia foi disponibilizada já nos primeiros dias de janeiro, banindo os dispositivos da Apple das lojas.

A Apple já comentou oficialmente que recorrerá da decisão, mas não se sabe quanto tempo isso pode levar ou mesmo se a empresa tem alguma chance de conseguir reverter a proibição conseguida pela Qualcomm.

Com o banimento dos iPhones 7 e 8 da Alemanha, a Apple agora vende por lá apenas os iPhones da última geração, os XsXs Max e Xr.

Brigas desde 2017

Este é apenas mais um capítulo da batalha judicial entre Qualcomm e Apple. As duas empresas se enfrentam em tribunais de vários outros países por assuntos diversos. Na China e nos EUA, a Qualcomm luta contra a Apple sob patentes referentes a modems e, no país asiático, já conseguiu vencer a rival. Contudo, a Apple não vende mais os smartphones envolvidos no processo por lá. Nos EUA, a situação ainda se arrasta.

Essa briga, na verdade, foi iniciada pela Apple em 2017

Essa briga, que tem pendido mais para o lado da Qualcomm recentemente, na verdade foi iniciada pela Apple em 2017. A Maçã processou a Qualcomm em vários países alegando que a criadora de chips praticava preços abusivos, se aproveitando da sua posição de única fornecedora para o mercado de massa de determinados componentes.

A Apple venceu algumas dessas batalhas e forçou a Qualcomm a gastar alguns milhões de dólares em multas. Depois disso, a adversária começou a revidar com ataques em diferentes assuntos.

Cupons de desconto TecMundo: