Menu

Explore por temas!

Bookmarks

Salve suas notícias e leia quando quiser.

Imagem de: Review Amazon Kindle Paperwhite (2018/2019): melhorado e à prova-d’água
Avatar do autor

Por Leonardo Rocha

@leobrjor

6 min de leitura

Review Amazon Kindle Paperwhite (2018/2019): melhorado e à prova-d’água

Kindle Paperwhite sempre foi a melhor opção entre os ereaders da Amazon para quem se importa com a relação de custo e benefício, e no modelo lançado ano passado na gringa e trazido aqui para o Brasil em 2019 isso continua sendo verdade. Esse não é um aparelho barato, especialmente se a gente considerar que ele é um produto bem menos versátil que um smartphone ou tablet.

No entanto, caso você esteja querendo entrar na onda dos leitores eletrônicos, ele é sim uma excelente opção – e vamos explicar o porquê. Se você já tem um Kindle e quer saber se as novidades tão valendo um upgrade, vamos abordar esse ponto também. Depois, caso conheça alguém que está tentando decidir se compra ou não um leitor da Amazon, compartilhe nosso review para ajudar. Nós agradecemos. Confira a análise:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Mais elegante e resistente

No visual, a primeira mudança está na frente do aparelho, com o vidro ocupando toda a área frontal, que não tem mais aquele desnível na área da tela. O corpo do Paperwhite está um pouco menor e mais leve, o que facilita a utilização, mas não faz muita diferença em comparação com a geração anterior. Mesmo ele sendo liso, o material emborrachado ajuda evitar que ele escorregue e parece proteger contra riscos, o que é bom.

A tecla de energia fica na parte de baixo, junto a um LED indicador e a entrada micro USB, então nada de Type-C por aqui ainda. A maior novidade no design é que esse é o primeiro Kindle da linha Paperwhite a contar com resistência a água com certificação IPX8, o que a Amazon diz que significa até 60 minutos de submersão em água sem sal em até 2 metros de profundidade. Por segurança, eu tentaria ler embaixo da água, mas se você quiser aproveitar para adiantar a leitura na banheira, na beira da piscina ou com copos cheios de bebidas por perto e o Kindle acabar se molhando, não deve ter problemas.

Novo Amazon Kindle Paperwhite

Para mim, essa resistência a água é o único motivo que pode fazer valer a pena o upgrade para quem já tem um Paperwhite de outra geração – e mesmo isso é só para quem costuma ler perto de líquidos e não está disposto a pagar o dobro em um Kindle Oasis. Por mais que o Paperwhite tenha outras melhorias com relação ao antecessor, como explicaremos mais abaixo, elas não justificariam uma troca.

Tela continua ótima

Mesmo com o vidro maior na frente, a tela do novo Paperwhite continua sendo de 6 polegadas e contando com as tecnologias Paperwhite e E-Ink Carta. Com isso, ela permite a impressão do conteúdo na tela a cada página virada, o que economiza bastante energia, cansa menos a vista e parece mais com a experiência de olhar para um papel.

A densidade de pixels é de 300 pontos por polegada e isso dá conta de reproduzir letras em vários tamanhos com boa legibilidade. O display continua tendo iluminação própria, mas uma melhoria aqui é que agora ele tem 5 LEDs bem distribuídos, então o brilho da tela fica mais uniforme. Resumindo, a experiência de leitura se mantém muito boa esteja você em um lugar claro ou escuro.

Novo Amazon Kindle Paperwhite

Mais espaço para quem precisar

Das especificações internas, a única coisa que a Amazon revelou é que agora o ereader vem com duas opções de armazenamento, ambas maiores do que na geração anterior. O modelo mais básico tem 8 GB, mas quem quiser mais pode investir R$ 150 adicionais para pegar a variante com 32 GB.

“E por que eu desejaria tudo isso de espaço se os 4 GB da geração anterior já aguentavam livro para caramba, TecMundo?”, vocês podem questionar. Caso você apenas deseje ler mesmo, realmente não há necessidade de mais espaço. A vantagem aqui funciona só para quem quiser usar o Kindle para ouvir audiolivros, já que ele tem conectividade Bluetooth – que também pode ser usada para quem quiser ativar o leitor de tela VoiceView.

Novo Amazon Kindle Paperwhite

Ainda assim, o Audible continua funcionando somente para quem usa uma conta norte-americana da Amazon, enquanto a opção de acessibilidade exige mudar o idioma do Kindle para inglês. Outra coisa que a Amazon não trouxe para o Brasil dessa vez é a opção com internet móvel, já que por aqui só podemos adquirir o modelo com WiFi.

Pequenas melhorias de software

A utilização básica da interface do Kindle continua praticamente inalterada, então é só tocar nas laterais da tela para trocar de páginas e na parte de cima para navegar pelos menus. Não notei grande diferença na velocidade de leitura, mas não é como se ela fosse ruim antes. Você pode desativar uma função de economia para acelerar a inicialização do Kindle, mas eu particularmente não acho que isso vale a diminuição na duração da bateria.

O Paperwhite teve ainda melhorias no software, incluindo aprimoramentos nos recursos de anotações, destaques, dicionários buscas na Wikipédia e tradução. Infelizmente, algo que não melhorou é a experiência de digitação, que continua sendo bem truncada.

Novo Amazon Kindle Paperwhite

O Whispersync também está presente no Paperwhite, permitindo que você interrompa a leitura no Kindle e continue exatamente do mesmo ponto em um smartphone ou outro dispositivo, e vice-versa. O lado ruim é que, para isso funcionar, você precisa de internet, então como a versão com redes móveis não veio para o Brasil, essa sincronização fica dependente de WiFi e acaba não funcionando em trajetos longos – a menos que você roteie a conexão do seu celular.

O Paperwhite continua dando suporte a vários formatos de arquivos, incluindo as seguintes opções:

  • Formatos suportados nativamente: AZW3, AZW, TXT, PDF, MOBI (sem proteção) e PRC
  • Formatos suportados por conversão: HTML, DOC, DOCX, JPEG, GIF, PNG e BMP

A experiência de leitura de continua ruim para quem apenas passar um arquivo de PDF para o Kindle. Ao menos é possível converter PDFs para um formato melhor de ler no Kindle, bastando anexar arquivos nos formatos acima em um email, escrevendo a palavra “convert” (sem aspas) no título e enviando para a conta de email do dispositivo que é exibida dentro das configurações da sua conta no ereader. O resultado da conversão quase sempre fica bom.

Novo Amazon Kindle Paperwhite

Por fim, vale dizer que nas opções de acessibilidade você pode inverter preto e branco na tela do Kindle. Particularmente, achei a leitura mais cansativa com essa configuração ativada, mas vai da preferência de cada um, então é bom ter a opção.

Dias e dias de leitura

A bateria costuma ser um ponto forte dos Kindles, e no Paperwhite isso não é diferente. Deixando o WiFi ligado, o brilho no nível 18, o economizador de energia ligado e lendo por uma média de 40 minutos de segunda a sexta, as reservas de energia do ereader só foram esgotadas em 4 semanas.

O Kindle vem com um cabo USB na caixa, mas continua sem plug de tomada incluso, então quem não tiver um sobrando vai ter que ligar o dispositivo a alguma porta apropriada para recarregar. Para ir de zero a 100%, ele precisou de mais de 2,5 horas, mas como a bateria dura bastante você não deve ficar na mão mesmo quando não conseguir completar a carga.

Novo Amazon Kindle Paperwhite

Vale a pena?

O preço original de lançamento do novo Kindle Paperwhite é de R$ 500 pelo modelo mais básico e R$ 650 pelo com 32 GB, mas de lá para cá os valores oficiais no site da Amazon caíram para respectivamente R$ 420 e R$ 570.

Com tudo o que explicamos até aqui, o novo Kindle pode até não valer um upgrade para quem já possui outro Paperwhite e não faz questão da resistência a água, mas certamente é a melhor opção de custo e benefício disponível hoje no Brasil para quem quer um ereader pra chamar de seu.

A única ressalva é que a Amazon já confirmou que nós vamos receber no Brasil a versão mais recente do Kindle mais barato, que pela primeira vez também vai ter a tela iluminada. Por esse motivo, talvez seja mais interessante esperar para ver se não vale a pena economizar e adquirir a novidade mais acessível.

Novo Amazon Kindle Paperwhite

-----

Você achou que as melhorias do novo Kindle Paperwhite valem a pena? Mande sua opinião e qualquer dúvida que tiver sobrado nos comentários. Responderemos assim que possível. Caso tenha ficado interessado por algum dos modelos que citei aqui, confira os links abaixo para encontrar as melhores ofertas atuais. Clique aqui para instalar a extensão do TecMundo para Google Chrome e aqui para conferir nossa página de descontos.

Opções de compra

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Categorias

Dispositivos Móveis Novo Kindle Paperwhite Amazon Fire Phone Tablet

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Review Amazon Kindle Paperwhite (2018/2019): melhorado e à prova-d’água