Quem pensa que smartphones baratos têm câmeras ruins pode começar a rever este conceito. Isso porque a Redmi, que agora é uma subsidiária da Xiaomi, acaba de apresentar o Redmi Note 7, aparelho barateza e com configurações decentes para um aparelho intermediário e uma câmera de 48 megapixels.

Xiaomi Redmi Note 7Redmi Note 7 tem câmera traseira de 48 megapixels. (Fonte: Redmi)

Muitos pixels não significam necessariamente uma boa câmera, mas o Note 7 da Redmi conta com um sensor Samsung ISOCELL Bright GM1. Esse componente tem um diferencial interessante: a tecnologia Tetra Cell, também da Samsung, capaz de unificar quatro pixels em um grande pixel de 1,6 µm, captando mais luz e produzindo fotos melhores.

Em suma, portanto, é como se a câmera traseira do Redmi Note 7 contasse com um sensor poderoso de 12 megapixels. Complementam as especificações de câmera outra lente traseira de 5 MP com sensor de profundidade e uma câmera frontal de 13 MP.

As demais principais especificações são tela IPS LCD de 6,3 polegadas com resolução Full HD+, Snapdragon 660, 3 GB, 4 GB ou 6 GB de RAM e 32 GB ou 64 GB para armazenamento interno. A bateria é um tanque avantajado de 4.000 mAh. Na frente e nas costas, o dispositivo é revestido por painéis de vidro 2.5D e ele conta com porta USB-C e suporte para desbloqueio facial.

Especificações

Preço e disponibilidade

O Redmi Note 7 estará disponível nas cores dourado, azul e preto pelos seguintes preços:

  • 3 GB + 32 GB – ¥ 999 (cerca de R$ 540)
  • 4 GB + 64 GB – ¥ 1.199 (cerca de R$ 650)
  • 6 GB + 64 GB – ¥ 1.399 (cerca de R$ 760)

A pré-venda começa hoje (10) na China e o lançamento oficial ocorre em 15 de janeiro.