Menu

Explore por temas!

Bookmarks

Salve suas notícias e leia quando quiser.

Novo tratamento contra HIV desenvolvido no Brasil cura paciente

1 min de leitura
Imagem de: Novo tratamento contra HIV desenvolvido no Brasil cura paciente
Avatar do autor

Por Kris Gaiato

via nexperts

Uma equipe de pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) desenvolveu uma abordagem que conseguiu eliminar o HIV de um homem que sofreu em virtude do vírus durante 7 anos. Segundo informações preliminares, o paciente está há 17 meses curado.

Isso foi possível graças a uma fórmula para reduzir a replicação do HIV, desenvolvida a partir de combinações de remédios variados e uma vacina produzida com base no DNA do próprio paciente.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O paciente curado, que não quis se identificar, deu uma entrevista exclusiva para a CNN e mostrou o teste para diagnóstico do HIV realizado neste ano: havia amostra não reagente para o vírus.

Somente dois casos de cura da Aids foram reconhecidos pela comunidade científica até o momento: Timothy Ray Brown e Adam Castillejo. Em ambos casos, os pacientes foram submetidos a um transplante de medula óssea e, devido a uma mutação rara, se livraram do vírus.

Como o estudo foi realizado?

a  Ipaseal/Reprodução 

Os especialistas reuniram um grupo de homens com uma carga viral baixa, isto é, com o vírus indetectável e sem capacidade de transmissão. O estudo começou em 2013, sob a coordenação do infectologista Ricardo Sobhie Diaz, com o objetivo de acelerar os efeitos do tratamento — o que significa, na prática, diminuir a quantidade de células infectadas.

Segundo o infectologista, a próxima fase do estudo será realizada com 60 pessoas, incluindo mulheres como voluntárias. Por enquanto, a pesquisa está paralisada devido à pandemia de covid-19.

Avanços no combate ao HIV

Durante a Conferência Internacional de Aids, que acontecerá virtualmente a partir desta segunda-feira (6), serão apresentados mais detalhes sobre esse trabalho. A confirmação do resultado será um marco histórico importante, já que será o primeiro tratamento bem-sucedido contra o vírus sem envolver transplante de medula.

O chefe do Serviço de Infectologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Eduardo Sprinz, defende que os resultados apresentados à comunidade científica internacional marcarão uma nova etapa na luta mundial contra a síndrome.

Cupons de desconto TecMundo:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Categorias


Comentários

Conteúdo disponível somente online
Novo tratamento contra HIV desenvolvido no Brasil cura paciente