Menu

Explore por temas!

Bookmarks

Salve suas notícias e leia quando quiser.

Rocket Lab lançará seu primeiro satélite para órbita lunar

1 min de leitura
Imagem de: Rocket Lab lançará seu primeiro satélite para órbita lunar
Avatar do autor

Por Igor Almenara Carneiro

via nexperts

A Rocket Lab fará seu primeiro lançamento para a órbita da Lua. Em uma missão não tripulada e para fins de estudo para próximas viagens, o satélite CAPSTONE testará as ferramentas de navegação da startup californiana em ambiente lunar e preparar o caminho para uma próxima visita ao satélite natural.

Será a missão mais ambiciosa da Rocket Lab até o momento. A startup já é dona de 53 diferentes espaçonaves com passagem pelo espaço, mas nenhum deles saiu da órbita terrestre; contudo, viajar para destinos mais distantes sempre foi uma ambição da companhia. “Desde o primeiro dia que cheguei na Rocket Lab, estender as pernas do Electron e continuar testando nossos limites têm sido o interesse da companhia.”, observou Amanda Stiles, gerente da viagem à Lua para a Rocket Lab.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Electron, por sua vez, é um dos foguetes principais da companhia e responsável por 12 viagens realizadas pela startup. A Photon, espaçonave responsável pelo envio da CAPSTONE para órbita lunar, é um projeto de grande investimento da Rocket Lab. De formato cilíndrico, ele é encaixado no topo do foguete Electron e foi feito para lançar qualquer equipamento demandado por clientes.

Além do reconhecimento espacial, o envio da Photon para órbita lunar é também uma forma de provar que a nave está apta para viagens mais longas e para destinos mais distantes. “Para a maior parte da demanda, a órbita terrestre é a mais desejada; mas ela [a Photon] é versátil o bastante para aceitar aprimoramentos e ser utilizada como plataforma para essas missões mais avançadas”, descreve Stiles para o The Verge.

Rocket Lab/ReproduçãoFonte: Rocket Lab/Reprodução

A missão da CAPSTONE exigiu grandes aprimoramentos para a Photon. Uma delas é a introdução de tanques propulsores maiores e HyperCurie, novo motor desenvolvido pela companhia. A Lua será alcançada dentro de 8 a 9 dias e só quando alcançar a órbita que o CAPSTONE será desassociado do restante do corpo da Photon.

Depois disso, a CAPSTONE tentará se inserir na órbita lunar e testar as ferramentas de navegação e controle. Depois disso, o satélite enviará dados para a base terrestre e ajudará a entender como as ferramentas se comportam por lá.

A companhia pensa em ir além. Depois dessa viagem, a Rocket Lab já comenta sobre viagens interplanetárias para as mesmas avaliações e testes da própria tecnologia — mais especificamente para Marte e Vênus. O tempo até a elaboração dessas viagens depende do sucesso da ida até a Lua.

Cupons de desconto TecMundo:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Categorias


Comentários

Conteúdo disponível somente online
Rocket Lab lançará seu primeiro satélite para órbita lunar