Menu

Explore por temas!

Bookmarks

Salve suas notícias e leia quando quiser.

Imagem de: Cientistas propõem método para detectar buracos de minhoca
Avatar do autor

Por Maria Tamanini

via nexperts

2 min de leitura

Cientistas propõem método para detectar buracos de minhoca

Um anúncio feito por uma dupla de físicos pode abrir a temporada de caça aos buracos de minhoca – passagens presentes no cosmos que, pelo menos teoricamente, conectariam locais distantes do cosmos, potencialmente encurtando viagens espaciais, e até a universos paralelos. Isso porque os cientistas pensaram em um método para detectar esses portais cósmicos e, se eles existirem de verdade, pode que agora possamos encontrá-los.

Em busca de buracos de minhoca

Embora sejam possíveis na teoria, jamais ninguém conseguiu provar que os buracos de minhoca realmente existem. Entretanto, de acordo com a dupla formada pelos físicos Dejan Stojkovic, da Universidade de Buffalo, nos EUA, e De-Chang Dai, da Universidade de Yangzhou, na China, se esses portais cósmicos estiverem mesmo por aí, deve haver algum tipo de interferência provocada por eles que possa ser detectada.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Mais precisamente, os cientistas propõem que, se os buracos de minhoca existirem, então, a força da gravidade de objetos situados a um lado do portal – como estrelas ou até mesmo buracos negros – provavelmente exerceria algum tipo de influência sobre os astros que se encontram ao outro, uma vez que haveria uma passagem para o fluxo gravitacional.

(Fonte: SciTech Daily / Wikimedia Commons / Federico Ciccarese / Allen Dressen / Reprodução)

Assim, digamos que uma estrela apresente perturbações ou anomalias que não podem ser explicadas enquanto orbita ao redor de um buraco negro. Segundo os pesquisadores, esse comportamento irregular poderia indicar a presença de um buraco de minhoca – uma vez que ela poderia ser causada pela influência gravitacional de corpos celestes situados ao outro lado do portal.

Para testar sua teoria, os físicos pretendem observar as órbitas de estrelas nas imediações de Sagitario A*, o buraco negro supermassivo que reside no centro da Via Láctea, e buscar por anomalias e interferências estranhas. É importante destacar que a identificação de irregularidades não prova que existe um buraco de minhoca na nossa galáxia. Mas, sem dúvidas, se trata de um bom ponto de partida para buscar esses hipotéticos portais.

Também vale frisar que, de acordo com os físicos, mesmo que a existência dos buracos de minhoca seja provada e se descubra que um desses portais se abriu bem pertinho de nós, é bem pouco provável que espaçonaves ou astronautas possam viajar através deles. Isso se deve ao fato de que, para manter a passagem aberta e estável, seria necessário ter uma fonte de energia negativa – e a Ciência ainda não descobriu como fazer isso.

Cupons de desconto TecMundo:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Categorias

Ciência Astronomia

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Cientistas propõem método para detectar buracos de minhoca