Menu

Explore por temas!

Bookmarks

Salve suas notícias e leia quando quiser.

Imagem de: Até mesmo robôs de cor preta podem ser discriminados, diz pesquisa
Avatar do autor

Por Lucas Grassi

1 min de leitura

Até mesmo robôs de cor preta podem ser discriminados, diz pesquisa

O estudo Robots and Racism, publicado pela University Of Canterbury, aponta que a discussão racial se estende também para o mundo da robótica. A pesquisa indica que a relação com os robôs muda de acordo com a sua cor; o principal autor do artigo, Christoph Bartneck, chegou à conclusão de que as pessoas atribuem às máquinas raças com características antropomórficas, reproduzindo pensamentos racistas.

O pesquisador sugere que a cor — preta ou branca — afeta o modo como acontece a interação. O resultado surgiu a partir de uma dinâmica baseada no Shooter Bias Test, na qual era preciso atirar em imagens de pessoas consideradas perigosas, com alguns robôs aparecendo na tela ocasionalmente. O ensaio apontou que vários robôs de cor preta, que não apresentavam nenhuma ameaça, foram mais atingidos do que os brancos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

robô brancoAlém da cor, a voz é um fator que aponta preconceito em robôs, por ser masculina na maioria das vezes. (Fonte: TheNextWeb/Reprodução)Fonte: thenextweb

Para Bartneck, o resultado é uma consequência da discriminação racial que atinge a população afro-americana. Segundo o cientista, as pessoas se enxergam nas máquinas, que falam e interagem como seres humanos, portanto fazem parte das dinâmicas sociais.

Cupons de desconto TecMundo:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Categorias

Ciência Robótica

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Até mesmo robôs de cor preta podem ser discriminados, diz pesquisa