Análise: Sony Xperia Z1 [vídeo]

Analisamos um dos aparelhos mais esperados do ano. Confira nossas impressões sobre o Xperia Z1

Ele finalmente chegou ao Brasil e o Tecmundo testou um dos gadgets mais esperados do ano: o Sony Xperia Z1. Com configurações robustas, Android 4.2, um design moderno e uma câmera de 20.7 MP, o aparelho da Sony tem tudo para conquistar o público, mas será que tudo nele é tão incrível?

Para tirarmos todas as dúvidas, testamos o Z1, estressamos o aparelho ao máximo e trazemos agora o nosso veredito: será que a compra vale a pena? Confira agora nossas impressões sobre o aparelho!

Aprovado

Design

O design do Z1 é um dos pontos altos do gadget. Ele é muito elegante, tendo as partes frontal e traseira totalmente cobertas de vidro temperado, resistente a impactos. Isso deixa o smartphone com um estilo futurista, capaz de agradar a grande parte dos usuários.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

O aparelho é bastante fino caso suas configurações e sensor de imagens avançado sejam levados em conta, mas tudo isso sem deixar de ser robusto e resistente. Seus botões ficam concentrados apenas nas laterais do aparelho, o que deixa a frente do smartphone ainda mais bonita.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Além disso, o botão para ligar, desligar e bloquear a tela fica posicionado no lado direito do aparelho e não na parte superior como em outros telefones. Logo abaixo dele ficam os botões de volume.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Com isso, a tela grande deixa de ser um problema para o acesso às principais funções: o Z1 se torna ainda mais confortável de ser usado e você tem menos chances de derrubar o gadget. É só parar de tocar a tela do gadget, desviar para a lateral e pronto. A tela está bloqueada.

Câmera

Um dos pontos mais divulgados pela Sony no Z1 é a sua câmera. O aparelho mostra um bom desempenho em grande parte dos cliques feitos durante o dia. Não é à toa: seu sensor é equivalente ao de câmeras compactas e sua lente grande angular com abertura f2.0 melhora ainda mais os cliques. Ele só peca nas imagens noturnas, que exibem um alto nível de ruído.

Imagem feita com o Xperia Z1 em suas configurações automáticas (Fonte da imagem: Caroline Hecke/Tecmundo)

Testamos o Z1 após a sua atualização de firmware, o que deixa os resultados ainda melhores. É possível ver com nitidez todos os detalhes das imagens. A Sony ainda disponibiliza lentes para serem acopladas ao Z1, que funcionam por meio da tecnologia NFC.

Você tem duas opções: anexar a lente ao aparelho, deixando o trabalho mais simples, ou apenas fazer a conexão, transformando a lente em uma extensão do aparelho, mas sem precisar deixá-la presa ao gadget. Assim, você não fica preso apenas ao zoom digital do aparelho e pode aproximar elementos com ainda mais qualidade nas imagens finais.

Mas a grande estrela da câmera no Z1 está na variedade de funções e ferramentas inteligentes que o aparelho traz. São dezenas de alternativas que aproveitam ao máximo o poder do Android e das ferramentas da Google.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Com o Info-Eye, por exemplo, você pode ter informações de qualquer objeto fotografado, seja um produto, um texto ou um lugar. É como elevar ao máximo a busca do Google: aponte para qualquer coisa e descubra todas as informações sobre ela.

Com o Social Live, você pode fazer transmissões ao vivo para suas redes sociais. É possível fazer, por exemplo, uma transmissão em streaming de momentos e eventos especiais. O Timeshift possibilita fazer cliques velozes de objetos em movimento. O aparelho faz 61 imagens em 2 segundos, ideal para fotografar momentos como corridas, esportes em geral e até mesmo crianças brincando.

Desempenho

Trazendo o processador Quad-Core Snapdragon 800 de 2.2GHz, o Xperia Z1 tem um desempenho incrível. Não é necessário muitas apresentações do processador, já que ele é um dos mais avançados no mercado atual, no entanto, podemos garantir que ele roda de maneira fluida qualquer aplicativo, até os games mais pesados.

Ao longo de todos os testes, o aparelho não engasgou, nem teve uma diminuição de performance, mesmo com vários aplicativos abertos ao mesmo tempo. Nos testes de benchmark, o Z1 também ganhou um ótimo posicionamento entre os aparelhos de sua categoria. Na reprodução de vídeos e imagens 3D, o gadget teve um desempenho similar a outros aparelhos com o mesmo processador, como o LG G2 e o Xperia Z Ultra.

Outra vantagem da família de processadores Snapdragon está no gerenciamento de energia. Os cores trabalham de forma separada, garantindo que a energia seja consumida apenas quando isso é necessário.

O processador não exige o funcionamento de todos os cores enquanto você estiver lendo mensagens de SMS, por exemplo, mas coloca toda a potência à sua disposição na hora de rodar games ou vídeos.

À prova d'água

Uma das enormes vantagens do Zperia Z1 é que ele ele aguenta ficar por 30 minutos embaixo d’água, em até 1,5 metro de profundidade. Além de proporcionar experiências incríveis, isso é uma segurança extra para os desastrados de plantão. Com o Z1, você sabe que não vai perder o aparelho em nenhum acidente, desde que todas as suas portas estejam lacradas.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Quem já tentou usar algum aparelho com tela sensível ao toque embaixo da água sabe o quanto isso pode ser frustrante, já que a tela interpreta o líquido como um toque. Resumindo: é impossível usar um smartphone mergulhado da maneira normal.

Para escapar disso, ao menos na função mais importante ao estar submerso, a Sony colocou no Z1 um botão dedicado à câmera. Assim, você pode gravar vídeos ou fazer fotos apenas apertando o botão posicionado na lateral do aparelho. Sem gambiarras e sem complicações. Suas fotos na piscina vão ficar perfeitas, mas lembre-se: o aparelho só é à prova de água doce!

Tela

O dsplay de 5 polegadas do Z1 é mais um atrativo do aparelho. Ele conta com a mesma tecnologia que os televisores da linha Sony Bravia, o que garante uma gama de cores muito maior.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Isso proporciona imagens mais nítidas e muito mais próximas da realidade. A função é um ponto ainda mais valioso para usar a TV digital do smartphone. Nos testes feitos pelo Tecmundo não tivemos acesso a esse recurso, mas só o fato de ele existir em um aparelho top de linha é, sem dúvidas, um ponto positivo a ser considerado.

Bateria

Nos testes feitos com o Z1, o aparelho teve um desempenho surpreendente. O método para avaliar a bateria de smartphones que passam pelo Tecmundo é padronizado: rodamos sempre o mesmo vídeo, em qualidade Full HD, em modo de repetição até que a bateria se esgote. Com o Z1, experimentamos uma autonomia de bateria de quase 10 horas durante a reprodução de vídeos contínua.

Reprovado

Câmera

Embora o Z1 não deixe a desejar, ele não chega a ser um “cameraphone”, como o Lumia 1020, que tem 41 MP contra os 20,7 do produto da Sony. Seus controles manuais são limitados à compensação de exposição, e imagens feitas em ambientes escuros apresentam altos níveis de ruídos, o que acaba decepcionando um pouco.

Detalhe de imagem noturna feita com o Z1: o alto nível de ruído é decepcionante (Fonte da imagem: Caroline Hecke/Tecmundo)

É claro que nada disso é um problema para o usuário médio, muito menos desvaloriza o aparelho, mas reforça o posicionamento do Z1 em outra fatia de mercado. Se você quer um smartphone que possa substituir sua câmera compacta, o Z1 é a escolha perfeita, afinal, seu sensor é compatível com isso. Mas para um público bastante específico, que deseja ter total controle sobre as imagens que faz, é melhor não contar com ele.

Pesa no bolso

Embora o Z1 tenha um design incrível e uma tela grande de encher os olhos, seu peso é um pouco acima de outros aparelhos da mesma categoria. No dia a dia, isso não chega a atrapalhar, porém, seu peso causa estranheza no início. Para efeitos de comparação, o Z1 tem quase 170 gramas, contra as 143 do LG G2.

Vale a Pena?

Como você pode perceber, a Sony foi muito atenta a todos os detalhes do aparelho e é difícil encontrar problemas no Z1, mesmo se você for um comprador exigente. O smartphone chega ao Brasil com preço sugerido de R$ 2.399, valor que, embora seja um pouco salgado, fica dentro da média para gadgets da mesma categoria. Por isso, pode ter certeza: se você pode investir nele, não vai se arrepender nem por um minuto.


RECOMENDAMOS PARA VOCÊ


RELACIONADOS
COMENTÁRIOS
NOVAS
TOPO DA PÁGINAVER SITE COMPLETO