Recuperando uma instalação do Windows

Se seu PC "deu pau", é hora de recorrer a todos os métodos que o sistema de recuperação oferece a você.

Não interessa o quão cuidadoso você é com seu computador, se o trata como um bebê e o deixa ligado a 500 filtros de energia, no-breaks e se evita novos programas como se eles fossem as criaturas mais perversas da face da Terra. A realidade é que, mais cedo ou mais tarde, o seu Windows irá ter algum problema (ou até pifar, sem “entrar”), não por sua culpa necessariamente, mas por uma infinidade de motivos aleatórios.

Entretanto, não se desespere, pois ensinaremos a você exatamente o que fazer quando esta hora chegar. Respire fundo, mantenha a tranquilidade e siga as dicas abaixo para restaurá-lo por completo ou para pelo menos salvar todos os seus dados e arquivos, de acordo com o que a situação permitir!

A etapa primordial

Criando e editando os pontos de restauração necessários

Manter a proteção de sistema ativada, ainda que ela consuma uma fatia considerável de seu espaço em disco e de sua memória RAM, garante vida longa ao seu Windows. O sistema apresentou alguma anomalia, não quer mais iniciar normalmente? Basta ativar o último ponto salvo. Para criar um novo, siga até Painel de controle > Sistema, clique sobre “opções avançadas” e navegue até a aba “Proteção do Sistema”.

Tela de propriedades do sistema

Nesta janela você verá seus HDs com uma caixa ao lado, indicando se eles estão ou não protegidos. Clique em “Criar”, como mostrado abaixo, dê um nome ao seu ponto de restauração e confirme para salvá-lo. Você pode também agendar backups automáticos periódicos, para não perder tempo e ter os dados em dia.

Confirmando a criação do ponto de restauração

Para restaurar, clique sobre “Restauração de Sistema” e escolha o ponto desejado. Apenas tenha cuidado se tiver salvo muitos documentos recentemente ou instalado programas, pois eles podem não estar mais disponíveis uma vez realizada a operação de recuperação.

E agora?

Quando a falha acontece já na inicialização

Mas e se você não conseguir nem entrar no Windows para reparar? Para estes casos, basta ativar a tela de opções de inicialização avançadas do Windows (pressione F8 antes da tela de carregamento, ou seja, logo depois dos avisos de sistema e verificação de memória) e selecionar a opção “Reparar o seu computador”.

Tela de opções avançadas de inicialização

Em seguida será aberto um menu de reparação com diversas opções, dentre elas a restauração a partir de um ponto anterior no tempo (Restauração de sistema, mostrada abaixo, segunda opção da lista).

Opções do menu de reparação

Clique sobre ela, aguarde o carregamento dos pontos salvos no seu computador (eles acompanham descrições detalhadas, como de programas instalados), selecione os discos rígidos a serem modificados e confirme a seleção. Agora seu computador será reparado após a reinicialização, sem dificuldades!

Tela de restauração pelas opções avançadas

Mas e se nem mesmo a restauração deu jeito na máquina? E se eu não tive tempo de criar um ponto anterior antes do PC pifar? Então é hora de acessarmos o disco de instalação do Windows ou ainda as outras opções de reparação do sistema, encontradas no menu já visualizado. Mas antes disso, vamos a algumas configurações básicas.

Se o problema não for sanado, volte ao menu de Opções de restauração de sistema (visto acima) e teste outras alternativas que também não danificam seus arquivos, tais como a "Correção de Inicialização" (que restaura o vínculo da inicialização com os arquivos de sistema no disco rígido) e os testes de memória, para ver se não há nada atrapalhando o bom funcionamento de suas peças.

Configurações de BIOS

Passos simples que preparam o PC para o reparo por Disco de Instalação

Ao tentar realizar qualquer operação de instalação, atualização ou reparo com o disco do Windows antes da sua entrada no sistema (isto é, logo depois da entrada da BIOS), é necessário que o computador esteja devidamente configurado para ler o drive de CD (DVD) antes do seu disco rígido. As telas são diferentes para cada placa-mãe, mas sabendo aonde ir o processo fica fácil em qualquer uma delas.

Exemplo de tela de abertura: DELL PC

O primeiro passo é apertar DEL quando o computador é ligado, até que a tela azul (a nossa querida BIOS) apareça. Não tenha medo dela, ela não fritará seu PC. Caso DEL não funcione para sua máquina, veja o que é mostrado na tela ou tente F2 e F12.

Apenas busque por

Já dentro das configurações, procure por menus ou opções com o nome “Boot” ou ainda “Boot Sequence”. Nesta tela está a ordem de varredura dos dispositivos. Se seu computador estiver com uma sequência como “1.HDD WDC WD800J 2. DVD HL-DISK 3. Bootable Add in Cards”, por exemplo, isso implicará que ele lerá antes de mais nada seu disco rígido.

Ordem correta aplicada

Não é isso que queremos, portanto inverta a ordem — se necessário —de disco rígido e leitor de CD/DVD utilizando os comandos descritos na tela (geralmente eles são: Enter, teclas direcionais, +, - e teclas numéricas). Agora sim seu computador buscará mídias removíveis antes do disco rígido, consequentemente lendo seu CD/DVD de instalação.

Fique tranquilo com relação à saúde de sua BIOS, pois este processo de inversão da ordem de Boot, além de ser um método flexível para seleção de sistemas operacionais (quando mais de um estão instalados em discos separados), é completamente reversível, a qualquer hora e independentemente de falhas de sistema.

Na hora do desespero

O que fazer quando nenhuma das opções funciona

Backup de fábrica

Se seu computador acompanha o disco de instalação personalizado, você tem tudo o que é necessário para ao menos restaurar o sistema para um estado “zerado”, com o básico rodando muito bem. Basta inserir o CD ou DVD no drive (depois de ter configurado sua BIOS adequadamente), pressionar uma tecla quando pedido e acompanhar todas as etapas da reinstalação.

Há, entretanto, um enorme problema com este método: ele literalmente ZERA suas informações e retorna o PC ao estado original. Isso significa que suas fotografias, músicas, filmes, programas e quaisquer outros arquivos serão perdidos no processo, portanto pense bem antes de fechar a gaveta do drive.

Outra coisa a ser notada é que muitas vezes estes discos personalizados nem sequer pedem qualquer confirmação ao usuário. Quando você perceber o que está acontecendo já será tarde demais. Fique de olho!

Recuperando por outra instalação

Para aqueles com computadores “sem marca”, desprovidos de discos de recuperação e que não obtiveram sucesso nas tentativas de restauração (é triste, mas acontece com muita gente), resta apenas criar uma nova instalação do Windows (seja ele Vista ou XP). Mas preste atenção, nada de formatar o disco rígido por enquanto!

Use o disco de Backup da fabricante!

A idéia aqui é criar uma instalação paralela à antiga, de modo que você possa abrir o sistema e salvar seus dados em algum local seguro (um DVD, PenDrive, HD portátil, opções não faltam para você), para somente depois zerar tudo de vez. Assim você salva todas as suas fotografias, músicas e outros arquivos. Infelizmente não podemos prometer o mesmo dos programas, já que alguns possuem vínculos diretos com o sistema operacional perdido.

Para fazer isso, apenas insira o disco de instalação e inicie o procedimento normalmente (como descrito acima). A diferenã está na hora de definir a pasta de destino para a base de arquivos do sistema.

Caso esteja instalando o Windows XP, selecione outra pasta de destino para a instalação (WindowsXP1, por exemplo) e prossiga normalmente. Já se seu sistema for o Windows Vista, não se preocupe, pois ele move tudo o que havia anteriormente no sistema para uma pasta chamada “Windows OLD”. Entretanto, é necessário que os arquivos estejam todos dentro da pasta de usuário.

Atenção para qualquer instalação do Windows: Depois de certo tempo, é normal que seu PC reinicie durante o processo. Nesta hora não aperte nada no teclado (quando aparece a mensagem para iniciar do CD), pois ao fazê-lo você reiniciará toda a instalação. Deixe que o restante dela carregue do disco rígido, que a esta altura já contém a preparação necessária. Também não retire a mídia de instalação, pois ela será requisitada para o resto das etapas.

Depois de ver seu sistema “novo em folha” iniciar, nem perca tempo instalando drivers ou seus programas antigos de volta. Apenas utilize esta reinstalação básica para copiar todos os dados que precisar. Com tudo devidamente protegido e duplicado em discos removíveis ou em outras partições, aí sim formate seu PC a partir do disco de instalação e refaça as etapas em definitivo.

Mas e qual o motivo para fazer tudo de novo, apenas formatando? Simples: ao criar duas instalações em paralelo, todos os resíduos, temporários e outros lixos em forma de arquivo da versão perdida podem permanecer. Ao formatar você volta tudo ao estado zerado do disco. Você ganha em tempo (os dados não ficam fragmentados) e em espaço.

Depois da tempestade

Programas e dicas para quem já passou pelo pior

Com uma nova instalação do Windows, é normal que seu computador fique muito mais rápido para abrir pastas e visualizar conteúdo (muitos programas não estão mais na memória e nem mesmo na inicialização), mas o problema é que alguns deles se fazem extremamente necessários para nossas tarefas cotidianas (exemplos disso são o pacote Microsoft Office — com Word, Excel, PowerPoint — e descompactadores de arquivos, como o WinRAR, por exemplo).

Se estiver em dúvidas com relação a que instalar, não deixe de conferir o Especial Baixaki de programas essenciais, encontrados nesta página. De antivírus a visualizadores e gravadores, você encontrará de tudo!

Outra coisa importante é reorganizar os arquivos que foram copiados da instalação antiga, de modo que eles não fiquem apenas empilhados em seus antigos diretórios (já pensou na bagunça que será criada com a mistura de músicas em backup, em pastas de programas, em bibliotecas e na pasta especial do Windows?).

Organização é tudo!

Se quiser deixar tudo ainda mais ágil no Windows Vista (principalmente se você é um gamer ou quer o máximo de desempenho), não deixe de conferir este gigantesco guia de dicas para acelerar o seu sistema além do convencional.

Até a próxima, e boa sorte a todos nas tentativas de reparação do sistema!


RECOMENDAMOS PARA VOCÊ


RELACIONADOS

REXPOSTA
COMENTÁRIOS
NOVAS
TOPO DA PÁGINAVER SITE COMPLETO