O Snapchat chegou ao mercado como uma rede social alternativa e inovadora. Você se comunicava com as pessoas diretamente ou “em lote”, e seus vídeos e suas fotos se autodestruíam em alguns segundos. Foi um conceito que mudou bastante a forma como se vê redes sociais e mensageiros atualmente, já que o app foi uma espécie de junção desses dois tipos de ferramentas. Agora, o Snapchat quer inovar de volta, mas desta vez com hardware.

Esse aparelho que você está conferindo aqui no TecMundo é o Spectacles, os óculos que são uma verdadeira máquina de fazer snaps. A ideia é que, com ele, você passe a compartilhar mais da sua vida, momentos mundanos mesmo, com seus amigos e seguidores. Coisas que você provavelmente não gravaria com seu celular para publicar no Snapchat ficam muito divertidas com o Spectacles, e isso acontece porque esse par de óculos promove uma mudança bem interessante.

Coisas que você provavelmente não gravaria com seu celular para publicar no Snapchat ficam muito divertidas com o Spectacles

A pessoa que assiste a seus snaps deixa de ver as coisas pelo ponto de visão do seu celular, da sua mão, para começar a enxergar o mundo da mesma forma que você está enxergando no momento em que grava seus pequenos clipes. Em essência, o Spectacles pode acabar representando uma quebra de paradigma para o segmento das redes sociais e mensageiros. Isso porque você deixa de compartilhar fotos e vídeos para compartilhar experiências e memórias gravadas. É algo bem novo e que ninguém tinha executado tão bem quanto o Snapchat.

Nós não sabemos se o restante da “indústria social” vai seguir essa nova moda do Spectacles. Não sabemos sequer se isso vai pegar mesmo e virar uma moda. Mas a julgar pela quantidade de “clones do Snapchat” que vimos nos últimos anos, é bem possível que Facebook, Facebook Messenger e também WhatsApp acabem incorporando alguma coisa parecida em suas plataformas.

Como ele funciona

Agora que as possibilidades do Spectacles estão explicadas, vamos ao que interessa: os óculos em si. Como você pode perceber, esse aparelho tem esses dois círculos na parte da frente. Um deles abriga a câmera e o outro é um marcador luminoso multifuncional. Ele tem esse botão em uma das hastes e uma luz pequena no lado de dentro para avisar ao usuário que algo está sendo gravado.

O tal botão serve para começar a gravação de um snap. Aperte-o uma vez e capture dez segundos. Aperte duas ou três vezes para gravar 20 ou 30 segundos. Mais do que isso, o Spectacles não faz. Você pode dar os três toques seguidamente ou ir tocando durante a gravação para estender a captura em curso. Depois disso, o vídeo fica armazenado nos óculos e, em alguns instantes, é enviado para o seu smartphone.

O mais legal é que os vídeos são gravados de forma circular

No celular, você consegue conferir todas as suas gravações em uma organização que separa o conteúdo de acordo com o dia em que foi feito. Ali é possível rever tudo, fazer edições e publicar, tanto nas suas histórias quanto no perfil de seus amigos individualmente.

O mais legal é que os vídeos são gravados de forma circular. Por isso, você consegue girar o smartphone enquanto ele está exibindo o snap e ver outra dimensão daquela imagem. É algo bem imersivo e divertido, mas não chegar a ser realidade virtual nem vídeo em 360°. Contudo, só isso já é o suficiente para que seus snaps fiquem muito mais interessantes. Além do mais, em nossos testes, a visualização com o celular girando sempre funcionou muito bem, de forma suave, sem travamentos ou problemas.

Para que serve a caixinha amarela?

Essa caixa não é apenas um acessório para guardar seus óculos. Ela também carrega a bateria deles, servindo como power bank. Quando você faz muitos snaps e esgota a bateria dos óculos, é só colocá-los na caixinha e esperar um pouco — mesmo que ela não esteja conectada à tomada — e começar a usar de novo. Ela carrega o Spectacles por até quatro vezes.

Isso é carga suficiente para que seus óculos fiquem funcionando por vários dias. Dá para fazer centenas de snaps com tudo isso. Ou seja, a autonomia de bateria é excelente por causa do case. O único problema é que, quando a energia acaba nos dois aparelhos, a recarga é meio demorada.

Para ver a quantidade de bateria que ainda resta nos óculos, você dá um toque duplo na lateral esquerda, a mesma que trás o círculo luminoso. Se quiser conferir quanto ainda tem na caixinha, procure esse botão na lateral. Há também um cabo magnético para carregar tudo via USB.

O lado negativo

Até agora, eu tenho apenas mostrado as coisas legais do Spectacles. Ele realmente funciona bem depois que foi configurado, mas o processo de pareamento entre os óculos e o smartphone é que complica.

Você tem que abrir o seu Snapcode no Snapchat, colocar os óculos no rosto e apertar o botão de gravação para começar o pareamento. É um processo inventivo e curioso, mas que funciona muito mal. Muito mal mesmo. Eu tentei parear o Spectacles com uma grande variedade de smartphones Android, de diferentes fabricantes, mas só consegui fazer os óculos funcionarem com o Google Pixel, um celular que nem é vendido no Brasil.

Depois de passar esse perrengue, eu resolvi conferir quais eram os limites de compatibilidade do Spectacles com celulares Android

Depois de passar esse perrengue, eu resolvi conferir quais eram os limites de compatibilidade do Spectacles com celulares Android. O site do acessório diz que ele deve funcionar normalmente com qualquer smartphone com a versão 4.3 ou mais recente do software da Google e ainda requer Bluetooth LE e WiFi Direct. Quase todos os aparelhos que não conseguiram parear com o Spectacles cumpriam esses requisitos, mas, ainda assim, não deu certo.

Nos iPhones, entretanto, a compatibilidade não é um problema tão sério. Os óculos até ficam sincronizados, mas não sem dar alguns problemas no procedimento inicial antes disso.

Seja como for, só o fato de o Spectacles não funcionar com a maioria dos smartphones Android já deixa seu uso bem limitado no Brasil, especialmente porque o Pixel não é vendido aqui. Portanto, se você tem um iPhone relativamente novo, ok, pode comprar o Spectacles. Se você tem um Android, pesquise muito para saber se seu modelo é compatível ou não.

O app que tinha a simplicidade como grande motivador deixou isso de lado completamente ao implementar os óculos

Não bastasse esse problemão, temos que criticar também a interface do Snapchat para lidar com os óculos. O app que tinha a simplicidade como grande motivador deixou isso de lado completamente ao implementar os óculos. A área em que os snaps gravados com o Spectacles aparecem não é das mais intuitivas, e a forma de organização das capturas por dia se mostra muito ineficiente quando você faz muitas delas.

Isso porque é necessário ir passando snap por snap para chegar ao que você quer, o que pode ser irritante. O processo de edição também não é dos melhores, com botões sobrepostos e problemas na hora da publicação. Em resumo: é uma grande bagunça.

Fora isso, se você gravar muitos snaps seguidos, existe a possibilidade de os óculos travarem e levar uma “pequena eternidade” para que os vídeos sejam transferidos para o celular. Mas isso só acontece quando você faz uns 30 ou 40 meio que seguidos.

E esse design aí?

É! Não foi só você que não curtiu. Eu achei meio feio e jamais usaria no dia a dia, mesmo sendo um par de óculos tecnológico e que faz um conteúdo muito legal. Como só há um design, eu esperava que ele fosse mais unissex ou, pelo menos, não tão extravagante. Rostos femininos certamente vão combinar melhor com o Spectacles, e os homens que quiserem usar vão ter que trabalhar bem no estilo para fazer alguma coisa se adequar ao acessório.

No que diz respeito à qualidade de construção, a princípio, o Spectacles pareceu um ótimo dispositivo: corpo aparentemente bem resistente e detalhes bem elaborados. Contudo, poucos dias depois de começarmos a usá-lo, notamos que a marca em uma das hastes passou a descascar. Isso é um detalhe bem ínfimo, mas que pode dizer alguma coisa sobre a durabilidade do aparelho no longo prazo.

Até pouco tempo atrás, o Spectacles era vendido apenas em máquinas automáticas que apareciam em locais “aleatórios” dos EUA. Agora, o Snapchat começou a comercializar o produto online em três opções de cor: vermelho rosado, preto e azul-turquesa. Todos possuem os círculos amarelos nas laterais.

Vale a pena?

O preço oficial do Spectacles é US$ 130, o que equivale a mais ou menos R$ 400. Contudo, como ainda é difícil comprar o aparelho por meios oficiais, os valores do mercado cinza são um pouco maiores, mas garantem que você o tenha em mãos mais rápido. No geral, o preço não é baixo para um par de óculos, mas será que você conseguiria encontrar algo similar por aí? Não, porque o Spectacles ainda é um produto único no mercado. Não há outro acessório que faça o que ele faz e que se conecte ao Snapchat.

O preço até que não é tão terrível assim

Vendo por esse ângulo, o valor até que não é tão terrível assim. Mas é necessário considerar também que você precisa ir aos EUA buscar um desses e, caso você tenha um celular Android, o risco de não poder usar esse aparelho é muito grande.

O lado positivo é que, além de ser algo único, ele produz um conteúdo muito legal e muda a forma como você interage com o Snapchat. Contudo, isso não altera o fato de que as possibilidades de uso do Spectacles são muito limitadas. Se você exporta os vídeos que ele grava para sua galeria, por exemplo, eles ficam super sem graça.

Por isso, a não ser que você seja uma pessoa muito fissurada no Snapchat, não vale a pena gastar seu dinheiro nesse acessório. Provavelmente, ele vai acabar juntando poeira no fundo de uma gaveta qualquer depois de uma semana ou duas de uso.