A Samsung completou no último sábado (11) a aquisição da Harman, marcando a maior negociação desse tipo de toda a história da companhia sul-coreana. A aquisição deve ajudar a multinacional a fortalecer a qualidade de áudio de seus produtos, bem como expandir sua influência no segmento de produtos de luxo.

Caso o nome Harman seja estranho para você, ela é a responsável por marcas como Harman Kardon, Infinity, JBL, Lexicon e Mark Levinson, entre outras. A Samsung afirmou que pretende manter a força de trabalho e as marcas usadas pela nova subsidiária, o que significa que mudanças em processos não devem ser sentidas no curto prazo.

Vemos oportunidades transformativas nos carros

O primeiro segmento a ser afetado pela aquisição deve ser a indústria automotiva. “Vemos oportunidades transformativas nos carros — e um futuro que conecta estilos de vida através dos setores automotivo, caseiro, mobile e profissional”, afirmou Young Sohn, presidente e CSO da Samsung Electronics, que também atua no quadro dirigente da Harman.

A previsão é a de que a Samsung tenha investido pelo menos US$ 8 bilhões (R$ 25 bilhões) na aquisição, motivo mais do que suficiente para ela aproveitar as tecnologias adquiridas na maior quantidade possível de produtos. O que não está claro é se vamos ver os benefícios da negociação já no Galaxy S8 ou se teremos que esperar mais um pouco para ver um modelo top de linha com um sistema de som incrementado.