Qual o navegador mais usado no mundo? Chrome ou IE, dependendo da pesquisa

Empresas de consultoria apresentam resultados diferentes por usarem metodologias distintas.

Internet Explorer, Chrome e Firefox, os principais competidores (Fonte da imagem: Reprodução/Rework Engine)

Alguns anos atrás, a guerra dos navegadores parecia nem existir. O Internet Explorer era o líder imbatível, com seus esmagadores 90 e tantos por cento de usuários e era difícil imaginar que um dia o browser seria ameaçado.

Pois bem, vieram Chrome e Firefox para bagunçar todo o resultado e hoje o que vemos é uma disputa acirrada no mercado. Mas afinal, quem está na frente? Depende da empresa de pesquisa. Para a Net Applications, o líder ainda é o Internet Explorer, com 55,82% dos usuários.

É um número ainda considerado alto, levando em conta a quantidade de gente que reclama do navegador. Alguns podem dizer que o Internet Explorer ainda domina o cenário porque ele já vem instalado no Windows em boa parte do mundo – o que é verdade. E para muitas pessoas, ele é suficiente.

Revertendo os resultados

Além de liderar, o Internet Explorer ganhou terreno e conseguiu estancar o sangramento que vinha sofrendo (algo inédito nos últimos anos), segundo a mesma pesquisa. Entre janeiro e fevereiro deste ano, o navegador ganhou 0,68% de usuários, enquanto o Firefox teve um incremento de 0,18%. O maior derrotado segundo a Net Applications é justamente o Chrome, com perda de 1,21%.

A melhora nos resultados do IE é atribuída às versões 9 e 10 do navegador, que aumentaram sua participação, enquanto a oitava segue em declínio. De acordo com a empresa de pesquisa, o IE8 ainda é a versão mais usada no mundo, com 23,38% dos usuários.

Por outro lado...

Já o StatCounter apresenta um cenário bem diferente. Segundo os resultados da empresa, o Chrome é o líder mundial, com 37,09% dos usuários. O Internet Explorer aparece em segundo, com 29,82% seguido do Firefox, com 21,34% de participação.

Mas o que faz os resultados serem tão diferentes nas duas pesquisas? O mais provável é a metodologia que ambas as empresas usam. O estudo da Net Applications se baseia nos dados de 160 milhões de visitantes únicos em 40 mil sites para seus clientes.

Já o StatCounter avalia 15 bilhões de pageviews (número de vezes que uma página é aberta, independente se a ação é feita pelo mesmo usuário) no mundo todo. Independente do resultado, o que importa é termos bons navegadores, cada vez mais modernos e atualizados.


RECOMENDAMOS PARA VOCÊ


COMENTÁRIOS
NOVAS
TOPO DA PÁGINAVER SITE COMPLETO