Serviço Mega é retirado do ar pelo governo do Gabão

Segundo Kim Dotcom, decisão é reflexo de pressões exercidas pelo governo dos EUA e pela empresa multimídia Vivendi.

(Fonte da imagem: Reprodução/Mega)

Pouco após Kim Dotcom ter colocado no ar o Mega, nova versão do Megaupload, o serviço foi tirado do ar pelo governo do Gabão. O ministro de comunicações do país, Blaise Louembe, afirmou que o endereço www.me.ga foi encerrado devido a instruções do governo para que nenhum site que hospedasse conteúdos ilegais permanecesse no ar.

Segundo ele, o Gabão “não pode servir como uma plataforma ou palco para que sejam cometidos atos voltados à violação das leis de direitos autorais, ou ser usado por pessoas inescrupulosas”. Ao que tudo indica, a decisão foi resultado da pressão de países como os Estados Unidos, que não querem presenciar a volta do serviço de compartilhamento de arquivos.

Em resposta à decisão, Kim Dotcom afirmou que isso mostra o “alcance dos EUA” e da companhia multimídia Vivendi. “Não se preocupem, temos um domínio alternativo. Isso só demonstra a má-fé empregada na caça às bruxas promovida pelo governo norte-americano”, afirmou ele em uma mensagem a seus seguidores no sistema de microblogs Twitter.


RECOMENDAMOS PARA VOCÊ


RELACIONADOS
COMENTÁRIOS
NOVAS
TOPO DA PÁGINAVER SITE COMPLETO