Um dos maiores segredos da humanidade, além da fórmula da Coca-Cola, é como o McDonalds produz as tão adoradas batatas fritas do cardápio. Agora, depois de revelar o processo por trás do hambúrguer, a filial canadense da rede de fast food mostrou os bastidores do preparo de um dos acompanhamentos mais famosos do mundo.

O vídeo, disponível apenas em inglês, mostra desde a coleta em fazendas de cidades canadenses (que, no caso, fornecem apenas para o McDonalds do Canadá) até a fritadeira – e é revelado que, sim, as batatas são de verdade.

Tudo começa com uma colheita feita por veículos pesados especializados, passando por filtros que tiram poeira, pedras e batatas defeituosas. Depois, elas são cortadas (e não moídas e moldadas, como muita gente acredita) no formato tradicional, secadas, levemente fritas, congeladas e enviadas para as lanchonetes.

Batata globalizada

Apesar de ser um vídeo sobre a produção canadense, ao redor do mundo a situação não é muito diferente. Mas algumas mudanças estratégias são feitas para agradar o consumidor de diversos países.

As batatas-fritas da Holanda são as mais salgadas, por exemplo, enquanto na Irlanda, o óleo usado é mais saúdavel e há menos sal nas porções. Vale lembrar que quem cuida da produção desse alimento não é o McDonalds em si, mas uma fabricante terceirizada (no caso do Canadá, a McCain).

Fonte: YouTube, PotatoPro