PSN: lista de jogos gratuitos, retorno da loja virtual e problemas no Japão

A volta da rede online do PlayStation 3 veio acompanhada de brindes para todos os participantes. Confira quais os destaques.

A Sony anunciou há pouco a lista de jogos gratuitos que farão parte do programa PSN Welcome Back, que tem como objetivo recompensar os usuários que se sentirem prejudicados com a queda da rede online. A lista para PlayStation 3 conta com cinco jogos, dos quais dois poderão ser baixados. Donos de PSP poderão escolher dois títulos de uma lista de quatro.

PlayStation 3

PSP

A lista é semelhante para territórios europeus. Por enquanto, a Sony não divulgou quando os jogos estarão disponíveis para download.

Ainda, moradores dos Estados Unidos também terão acesso, durante um final de semana, ao aluguel de uma lista de filmes gratuitamente. Além disso, 100 itens gratuitos serão adicionados à PlayStation Home, além de um novo jogo, chamado Ooblags Alien Casino.

E a PS Store?

Com o retorno da PlayStation Network ao ar, durante o final de semana, a Sony divulgou uma sessão de perguntas frequentes em seu blog oficial. O assunto principal das questões é a PlayStation Store, que continua fora do ar mesmo com a rede online, e ainda não tem data marcada para voltar a funcionar.

De acordo com a Sony, a loja será atualizada diversas vezes por semana, de forma a retomar o ritmo de lançamentos perdido durante a queda da PSN. Três atualizações foram perdidas, e incluíam grandes títulos como Under Siege e a versão demo de MotorStorm Apocalypse.

Ainda, o período de testes beta de InFamous 2 também estava acontecendo durante a interrupção dos serviços, e deve ser estendido até uma data ainda não definida pela desenvolvedora Sucker Punch. Eventos especiais para jogadores de SOCOM 4: U.S. Navy SEALs e Call of Duty: Black Ops também devem acontecer. Tudo isso, porém, ainda não tem data marcada para começar, mas a Sony promete que todos os serviços estarão em funcionamento até o final do mês.

Alguns usuários também passaram por problemas no processo de troca de senha, obrigatório para retomar acesso à rede online. Nick Caplin, chefe de comunicações da Sony, pediu paciência aos usuários, afirmando que a grande quantidade de pessoas efetuando o processo ao mesmo tempo pode causar alguma lentidão. O executivo garantiu, porém, que todos conseguirão completar o processo o mais rápido possível, com a demanda dos servidores diminuindo cada vez mais.

Problemas no Japão e mais informações sobre os hackers

O governo japonês barrou o acesso dos habitantes do país à PSN até que a Sony dê informações mais detalhadas sobre as novas políticas de segurança adotadas. De acordo com Kazushige Nobutani, diretor de mídia e indústria do Ministério da Economia, Indústria e Comércio, a empresa precisa revelar as medidas preventivas para evitar futuros ataques e explicar como pretende recuperar a confiança dos usuários.

Segundo Nobutani, as informações seriam comparadas com casos semelhantes de roubo de informação, de forma a definir se as medidas aplicadas são aceitáveis. A Sony afirmou que deseja resolver a questão o mais rápido possível, de forma a restabelecer os serviços para os usuários japoneses.

De acordo com Katsuhiro Harada, diretor da franquia Tekken, a queda da PSN causou prejuízos sérios ao desenvolvimento de jogos na Namco Bandai. Em entrevista ao site Computer and Videogames, ele afirmou que o dano maior vem da interrupção nas vendas de DLCs, algo que atinge também outras empresas criadoras de jogos.

Já uma fonte anônima, citada pelo jornal especializado em negócios Bloomberg, afirma que os servidores de dados da rede varejista Amazon foram utilizados durante o ataque à PlayStation Network. Uma conta falsa nos servidores foi utilizada como ponte entre os servidores hackers e os da Sony.

O registro falso foi encerrado minutos após o fim dos ataques à PSN. A Amazon se recusou a falar sobre o assunto, e não se sabe se será possível localizar os responsáveis por meio desses registros. A Sony se limitou a afirmar que a investigação ainda está em curso e que não comentará sobre o assunto no momento.

MMOs também já estão funcionando

Esta segunda-feira também viu o retorno dos serviços da Sony Online Entertainment. Agora, jogos como Everquest II e DC Universe Online também já podem ser acessados normalmente, após passarem 13 dias fora do ar.


RECOMENDAMOS PARA VOCÊ


RELACIONADOS
COMENTÁRIOS
NOVAS
TOPO DA PÁGINAVER SITE COMPLETO