Qual a configuração do seu computador?

Aprenda como ver todos os detalhes do hardware que constitui a máquina que você está utilizando.

(Fonte da imagem: Reprodução/Alienware)

Pode parecer algo simples, mas não são todos os que convivem com o mundo da informática que sabem exatamente a especificação do hardware que estão utilizando. Por isso, não é incomum encontrar pessoas que confundem medidas ou que dão importâncias a quesitos estranhos na hora de falar bem de seu computador (quem nunca ouviu alguém se gabando que tinha um PC de 500 GB?).

Embora quando falemos de computador tendamos a pensar nele como algo único, na verdade as máquinas que temos em casa são constituídas de diversas peças complementares entre si. Por isso que é tão importante saber o nome e a função de cada uma delas, especialmente quando a intenção é fazer um upgrade ou realizar um conserto.

Em uma máquina mais simples, os quesitos que mais têm destaque são o processador, a memória RAM e o disco rígido. Placas de vídeo são igualmente importantes, já que são as responsáveis por determinar a possibilidade de rodar jogos modernos ou softwares considerados mais pesados.

Processador (ou CPU)

Também conhecido popularmente como “o cérebro do computador”, é o componente responsável por processar dados, sendo considerado a principal parte da máquina. Ele age interpretando e executando as instruções fornecidas por softwares — programas, jogos etc. — e retornando os resultados. Para efetuar um cálculo matemático, por exemplo, nós seres humanos utilizamos o cérebro. Já o computador, usa o processador.

Cérebro do PC.

Entre outros fatores, o que determina a “velocidade” de um processador é quantidade de instruções que ele é capaz de executar por segundo. A essa “velocidade” se dá o nome de clock e utiliza-se a medida Hertz (Hz) para calculá-la, sendo um 1Hz equivalente a 1 instrução por segundo. Um processador com clock de 500 Mhz, por exemplo, é capaz de executar 500 milhões instruções por segundo. Já um mais atual, com 2,4 GHz, é capaz de realizar 2 bilhões e 400 milhões de instruções por segundo.

Disco rígido (ou HD)

É a memória permanente do computador, responsável por salvar os dados e preservá-los mesmo depois do computador ser desligado. As músicas, documentos, fotos, programas e o sistema operacional são exemplos de dados gravados nela.

Imagem de um HD.

Por se tratar de uma unidade de armazenamento, devemos levar em consideração a capacidade dela, grosso modo, a quantidade de “coisas” que podemos gravar nela. Essa capacidade é medida — atualmente — em GB (gigabytes), unidade que requer certa atenção, já que costuma gerar bastante confusão.

Um HD hoje em dia costuma ter um mínimo de 500 GB de espaço — na teoria —, já que os fabricantes adotam 1GB como sendo 1.000MB, quando na realidade deveria ser 1.024MB. Para você saber qual o tamanho real aproximado do seu, divida o valor fornecido pelo fabricante (em GB) por 1,073. Por exemplo: se o seu HD possui 80GB, o valor real seria de aproximadamente 74,55GB.

Memória RAM

É a memória temporária do computador, responsável por armazenar os programas e dados em uso. Caracteriza-se por fornecer dados previamente gravados — no disco rígido, por exemplo — ao processador com um tempo de resposta curto e em alta velocidade. Em outras palavras, é a “ferramenta de trabalho” do processador.

Memória RAM.

Quando você abre um editor de textos, por exemplo, ele é carregado na memória RAM. O mesmo vale para o texto que você digita nele. A partir do momento que você o salva esse texto, ele passa a ser armazenado no disco rígido. Ao contrário do disco rígido, a memória RAM é “zerada” quando o computador é reiniciado. Isso explica aquela velha história de perder um texto que estava sendo digitado, não salvo, devido à queda de energia elétrica.

A memória RAM é medida do mesmo modo que os discos rígidos, porém em proporções bem menores. Hoje em dia, um computador comum tem em média 2 GB de memória RAM, embora já seja cada vez mais comum encontrar modelos básicos que contam com 4 GB de RAM.

Placa de vídeo (ou GPU)

Com o crescimento na complexidade de jogos eletrônicos e de alguns softwares, a indústria percebeu que era necessário criar uma peça de hardware dedicada a lidar com cargas mais pesadas de gráficos. Daí surgiram as placas de vídeo, também conhecidas como unidades de processamento gráfico, ou GPUs.

(Fonte da imagem: Divulgação/NVIDIA)

Elas se dividem entre dois grupos: dedicadas e integradas à placa-mãe. Aquelas pertencentes ao primeiro caso são a opção ideal para quem trabalha com o processo de edição de vídeos e imagens, ou simplesmente gosta de jogar games modernos. Já as GPUs integradas só devem ser consideradas por quem tem um orçamento muito apertado, ou só pretende usar o PC para tarefas muito básicas, como navegar pela internet e digitar textos.

Como eu descubro minhas especificações?

Embora o Windows disponha de opções próprias que permitam checar o hardware do computador, o sistema faz isso de uma forma um pouco confusa e, em alguns casos, incompleta. Por isso, o ideal é usar algum programa responsável por fazer o diagnóstico da máquina para saber exatamente os produtos que você tem à disposição.

Para desenvolver este artigo, optamos pelo aplicativo PC Wizard como forma de analisar os quesitos técnicos do computador utilizado.

Usando o PC Wizard

1) Após terminar de instalar o PC Wizard em sua máquina, ele vai fazer uma verificação automática do hardware do computador durante a sua primeira execução;

2) Para facilitar a busca por detalhes específicos de uma peça, o programa divide as partes do computador em diferentes categorias. Para obter mais detalhes sobre um tipo específico de hardware, basta clicar sobre o ícone correspondente;

3) Além de exibir detalhes sobre o nome de cada peça, incluindo seu fabricante e as tecnologias incorporadas por cada uma delas, o software permite que você veja as versões dos drivers instalados. Para isso, basta clicar na aba “Drivers”, localizada na parte inferior da janela do programa.


RECOMENDAMOS PARA VOCÊ


RELACIONADOS
COMENTÁRIOS
NOVAS
TOPO DA PÁGINAVER SITE COMPLETO