O que é HSPA?

Este é o padrão atual de boa parte das conexões 3G que utilizamos, mas muito ainda está para acontecer dentro da Internet móvel, no mundo e em nosso país.

Todo usuário de celulares de última geração,  notebooks e aparelhos semelhantes sem dúvida já ouviu falar do 3G, o serviço de Internet móvel mais conhecido atualmente.  Mas você sabe o que significam as siglas HSDPA e HSUPA?

Este artigo visa explorar um pouco a evolução da tecnologia 3G até o que temos de melhor nos dias de hoje, além das inovações que o futuro promete dentro do tema. Confira, nas linhas abaixo, o que acontecerá com a Internet móvel nos próximos anos, sem esquecer o caminho que a trouxe até aqui.

3G e outras definições

A sigla refere-se basicamente à terceira geração da Internet móvel, e engloba na realidade diversas tecnologias e protocolos diferentes lançados ao longo dos anos. O que temos como atual é o UMTS, ou Universal Mobile Telecommunications System (Sistema Universal de Telecomunicação Móvel), que no nosso caso utiliza, como padrão, o canal de comunicação W-CDMA, sigla em inglês para Acesso Múltiplo por Divisão de Código de Banda Larga.

As primeiras tecnologias do 3G surgiram em meados de 2001, e ofereciam boas velocidades de download para a época, algo teoricamente próximo de 384 KB/s. No entanto, o avanço tecnológico nas velocidades de conexão demandavam um novo patamar para o 3G, o que foi possível com o HSPA.

High Speed Packet Access (HSPA)

A sigla refere-se ao acesso em pacotes em alta velocidade, um avanço tecnológico que possibilitou mudanças drásticas nas taxas de download e upload na tecnologia 3G. As velocidades com a tecnologia são de 1.8 MB/s, 3.6MB/s, 7.2MB/s ou ainda  14.4MB/s, embora essa última esteja disponível em poucos países.

Vale ressaltar que os valores mencionados são teóricos, e dificilmente conseguem ser atingidos na prática, devido a diversas interferências e situações que geram perda de velocidade. Devido ao aumento da qualidade da Internet móvel com o HSPA, o padrão é comumente chamado de 3.5G ou ainda 3G+.

A grande diferença é a inclusão de dois canais novos no sistema, que atuam em alta velocidade e permitem uma melhor conexão para o usuário. Os canais chamam-se HSDPA e HSUPA, com as letras D e U representando o recebimento (downlink) e o envio (uplink) dos dados.

Internet móvel de qualidade e em qualquer lugar.

Operadoras

No Brasil, as principais operadoras de telefonia móvel já aderiram ao menos ao HSDPA, permitindo download e conexões melhores para seus usuários. A TIM fornece uma velocidade máxima de até 7MB, enquanto as outras ofertam algo próximo de 1MB de conexão. Novamente, vale lembrar que esses valores dificilmente são atingidos ao máximo, devido a diversos tipos de perdas de velocidade que podem ocorrer.

O 4G já está a caminho!

Aqui, nem chegamos ao pico do que a tecnologia HSPA ou o 3G+ pode alcançar, e alguns países já estão realizando testes no que poderia ser o futuro da conexão móvel. Neste ano, testes com o que chamam de HSPA+ ou Evolved HSPA já estão sendo feitos, e existem mais de 10 redes sendo utilizadas em velocidades superiores a 21 MB/s de download.

Além desse boost no HSPA, está em desenvolvimento o LTE, ou Long Term Evolution, um novo padrão que promete até 100 MB/s de conexão, o que seria considerado a quarta geração da Internet móvel. Confira mais sobre o tema neste artigo e não se esqueça de deixar a sua opinião sobre o que você pensa a respeito do 3G!


RECOMENDAMOS PARA VOCÊ


RELACIONADOS
COMENTÁRIOS
NOVAS
TOPO DA PÁGINAVER SITE COMPLETO