Windows 8: conheça as alterações nas ferramentas do Prompt de Comando (CMD)

Saiba quais comandos foram introduzidos na nova versão do Windows bem como os que sofreram modificações ou foram removidos do SO.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Se você era acostumado a utilizar linhas de comando no Windows 7 já deve ter percebido que algumas dessas ferramentas sofreram alterações na nova versão do sistema operacional da Microsoft. Da mesma forma, também foram introduzidos alguns novos comandos e outros foram completamente excluídos da lista.

Esse tipo de ocorrência não é incomum no Windows, acontecendo entre as mudanças de versão já há algum tempo. Além disso, o próprio sistema incorporou (e excluiu) funcionalidades no Windows 8, o que faz com que seja natural essa alteração nos comandos disponíveis pelo uso do terminal.

Abaixo, separamos algumas dessas mudanças, destacando os novos comandos que surgiram no Windows 8 e, também, indicando alguns dos que deixaram de existir ou sofreram modificações.

Novos comandos

Na nova versão do sistema operacional da Microsoft foram introduzidos sete novos comandos, começando pelo “Checknetisolation”. Essa ferramenta é voltada para desenvolvedores e pode ser utilizada para testar problemas relacionados a uma aplicação (da Windows Store) que necessita estar conectada à internet. Ele possui duas opções principais: “LoopbackExempt” e “Debug”.

O “Fondue” pode ser utilizado para instalar várias funcionalidades opcionais no Windows 8 diretamente a partir da linha de comando. Para habilitar um programa no sistema operacional, por exemplo, pode ser utilizada a seguinte estrutura: Fondue.exe /enable-feature:<nome da função> [/caller-name:<nome do programa>].

O “Pwlauncher” serve para habilitar ou desabilitar as opções de inicialização do Windows To Go (ou “Windows Para Levar”, em uma tradução livre). Para quem não está familiarizado com o termo, ele se refere a uma opção do Windows 8 que possibilita executar o sistema a partir de uma unidade USB, incluindo discos rígidos externos ou flash drive.

O comando é bem simples e direto: pwlauncher /enable (para ativar) ou pwlauncher /disable (caso você queira desativar a função).

pwlauncher (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

O “Licensingdiag” é um comando útil para quem está enfrentando problemas para ativar o Windows 8 ou o Windows Server 2012. Uma vez ativado, o comando cria um arquivo de log no formato XML e um arquivo do tipo CAB. Ambos contêm todas as informações sobre o sistema, a chave de ativação e todos os dados referentes à licença.

Assim, você facilita o trabalho de um técnico ou de um profissional de suporte na hora de resolver esse tipo de evento. A estrutura de uso do comando requer que você defina os arquivos XML e CAB a serem criados (ficaria algo como: licensingdiag.exe -report c:\data\licensing\licenserep.xml -log c:\data\licensing\license.cab).

O “Recimg” permite que você crie uma imagem de recuperação personalizada. Além disso, também há como transformá-la no arquivo-padrão a ser empregado quando você usar as opções de recuperação do computador. Essa função possui como parâmetro uma pasta na qual a imagem deve ser armazenada e, quando escrita, fica aproximadamente desta forma: recimg - CreateImage drive: \nomedapasta.

O “Register-cimprovider” serve para registrar as informações de CIM (Common Information Model) do fornecedor no Windows 8. Por último, o “Tpmvscmgr” permite criar ou renovar um Smart Card que utiliza TPM (Trusted Platform Module) no Windows.

Comandos modificados

Alguns comandos receberam funções novas no Windows 8, como os tradicionais “shutdown”, “netstat” e “format”.

Shutdown

Agora, o shutdown /o pode ser utilizado além do shutdown /r (que serve para reiniciar o computador). Essa função faz com que a sessão atual do Windows seja encerrada e as opções avançadas de boot apareçam na tela. Isso ocorre porque na nova versão do SO não é preciso reiniciar a máquina para entrar nas opções citadas.

Além disso, agora também há a alternativa shutdown /hybrid, que desliga o computador e o prepara para a função de Fast Startup (introduzida no Windows 8).

Format

O comando format recebeu uma alteração na chave de comando /p. No Windows 8, em vez de preencher cada setor do drive com zeros em todas as passagens, o número delas especificado após o comando serve para fazer o preenchimento com um numeral aleatório na próxima passagem.

Por exemplo, format /p:2 no Windows 8 faz com que o drive seja completamente preenchido por zeros na primeira vez, então, com um número aleatório na segunda e novamente com um número diferente na terceira passagem.

Netstat

Esse comando ganhou duas novas chaves desde o Windows 7. Netstat -x, que serve para mostrar as conexões, respostas e pontos compartilhados da rede direta. Já o netstat -y mostra as conexões do tipo TCP com o endereço local, externo e estado.

Comandos removidos

Da mesma forma, alguns comandos foram retirados do Windows 8, por razões variadas. Entre eles, estão: at, diantz, mount, nfsadmin, rcp, rcpinfo, rsh, showmount, umount, shadow e rdpsign.


RECOMENDAMOS PARA VOCÊ


RELACIONADOS
COMENTÁRIOS
NOVAS
TOPO DA PÁGINAVER SITE COMPLETO