Firefox: como configurar o navegador para abrir plugins apenas quando clicados

Saiba como controlar o comportamento dos plugins do browser.

Bloqueando os plugins (Fonte da imagem: iStock)

Os plugins são aplicações necessárias para explorar certo tipo de conteúdo em uma página na internet. Porém, embora eles sejam indispensáveis, podem tornar o carregamento de alguns sites um pouco mais lento, especialmente aqueles que utilizam uma grande quantidade deles no corpo da página.

No Firefox, há uma maneira de você ativar os plugins apenas quando for utilizá-los. Da mesma forma, também é possível adicionar exceções ou gerenciar as permissões para esse tipo de aplicativo a partir do próprio navegador. Para saber como fazê-lo, basta ler o tutorial que preparamos, abaixo. Esta dica é válida para o Firefox na versão 14 ou superior.

Antes de começar, vale apenas reforçar que estamos falando de plugins, e não de complementos do navegador.

Plugins e extensões

Um plugin é uma aplicação instalada no navegador para integrá-lo com recursos presentes no HTML. Os mais comuns, sem dúvidas, são o Flash Player (para visualizar conteúdos em Flash, como jogos online e vídeos do YouTube) e o plugin para Java (que possibilita executar aplicações nessa linguagem).

Os plugins são utilizados pelas páginas para a exibição do conteúdo, sendo obrigatória a sua instalação para o acesso (caso você queira ver o material). Eles não funcionam como extensões, que são aplicativos feitos para criar ou modificar funções do navegador e que não interferem na visualização dos sites de maneira direta.

Desativando os plugins

Comece digitando “about:config” na barra de endereços do navegador. Veja que há um aviso de segurança na tela; apenas clique em “Serei cuidadoso, prometo!” para abrir as preferências.

Abrindo as configurações (Fonte da imagem: Baixaki / Tecmundo)

Em seguida, no campo de busca, digite “plugins.click_to_play” (sem as aspas) para localizar essa entrada na lista exibida pelo Firefox.

Efetuando a busca (Fonte da imagem: Baixaki / Tecmundo)

Observe que, em um primeiro momento, ela está na posição “False” (ou seja, desativada). Para ativá-la, dê um clique duplo com o mouse na entrada. Veja que, feito isso, ela é modificada para “True”.

Ativando a alternativa (Fonte da imagem: Baixaki / Tecmundo)

Prontinho! Feito isso, os plugins não serão mais carregados automaticamente quando você estiver navegando em uma página da internet.

Criando exceções

Caso você deseje, pode criar exceções para a configuração ajustada acima. Para isso, após efetuar os procedimentos do tópico anterior (e ter reiniciado o Firefox), acesse uma página da internet que costume utilizar plugins. Veja que há um ícone representando o bloqueio dos plugins na barra de endereços do navegador (com a forma de um “bloco de montar”).

Para começar, clique no ícone citado acima e selecione “Ativar plugins” para ativá-los durante a sessão de uso atual do navegador. Ou então, caso deseje que eles fiquem sempre habilitados para a página em questão, clique na “seta” ao lado da alternativa citada e escolha “Sempre ativar plugins deste site”.

Manter sempre aitvos (Fonte da imagem: Baixaki / Tecmundo)

De maneira alternativa, você também pode fazer com que os plugins fiquem sempre bloqueados, clicando em “Nunca ativar plugins deste site” nas configurações citadas acima.

Desabilitar permanentemente (Fonte da imagem: Baixaki / Tecmundo)

Atenção: tais configurações só valem para o site para o qual você criou a exceção. Para habilitar em outros endereços, é necessário repetir o processo na página desejada.

Gerenciando permissões

Além de criar exceções, você pode gerenciar as permissões de acesso para os plugins do navegador. Para isso, após acessar a URL do site desejado, clique na identidade dele, disponibilizada como um “globo” na barra de endereços do browser. Então, utilize a alternativa “Mais informações”.

Abrindo as configurações de permissão (Fonte da imagem: Baixaki / Tecmundo)

Uma nova janela é aberta, e nela você deve entrar na aba “Permissões”. Ali, localize a alternativa “Ativar plugins”. Se você quiser que o navegador sempre pergunte qual é a decisão a ser tomada com relação aos plugins, marque a opção “Perguntar”.

Gerenciando permissões (Fonte da imagem: Baixaki / Tecmundo)

Para simplesmente bloquear plugins, desmarque a alternativa “Perguntar” e selecione “Bloquear”; se você quiser mantê-los sempre ativos, selecione “Permitir”. Vale apenas reforçar que tais configurações só valem para o site para o qual você abriu o gerenciador de permissões. Para habilitar em outros endereços, é necessário repetir o processo na página desejada.

Agora, você já sabe como desabilitar plugins e gerenciar o comportamento deles para os seus sites favoritos.


RECOMENDAMOS PARA VOCÊ


RELACIONADOS
COMENTÁRIOS
NOVAS
TOPO DA PÁGINAVER SITE COMPLETO