A BMW não costuma brincar em serviço quando o assunto é inovar e apresentar sua visão de futuro. Foi assim com os carros e também com as motocicletas – e até mesmo com as janelas da sua casa –, mas a montadora bávara, durante a CES 2017, optou por mostrar como ela imagina que será o interior dos veículos do futuro – e fez isso utilizando uma escultura.

Chamado de “i Inside Future”, a peça representa o que a marca imagina que será o habitáculo de seus automóveis em 2020: com bancos confortáveis, sistema de infoentretenimento com a sua tecnologia HoloActive Touch e com cada ocupante do veículo podendo desfrutar de vídeos ou música de forma individual, através de uma “cortina de som” que é emitida a partir dos encostos de cabeça.

Como o nome entrega, o conceito faz parte da família “i” da BMW, que cuida da parte de automóveis elétricos da marca. O design, no entanto, é um dos grandes destaques da escultura – que poderia muito bem ocupar a sala de algum magnata por aí.

As telas podem ser utilizadas tanto para exibir vídeos quanto para complementar a iluminação do ambiente. Caso você seja um usuário mais analógico, o lado direito do veículo mostra que é possível guardar livros, por exemplo.

Para o HoloActive Touch, a tecnologia que permite mexer no sistema multimídia em ícones projetados no ar, são utilizadas câmeras que monitoram o posicionamento da mão do motorista. Quando algum dos itens é selecionado, emissores ultrassônicos geram uma sensação tátil de que você pressionou algo.

Escultura ou carro, é importante notar que o i Inside Future reforça a ideia de que, no futuro, dirigir vai ser uma das menores preocupações do pessoal.