Depois de anunciar e mostrar um pouco mais de cada parte do seu novo carro, a Pininfarina finalmente revelou, durante o Salão de Genebra, o conceito de seu EF7. Inspirado e desenvolvido com a ajuda do bicampeão brasileiro de fórmula 1, Emerson Fittipaldi, e fazendo parte do programa Vision GT, da desenvolvedora de Gran Turismo, o veículo promete ser um monstro das pistas.

O EF7 tem um motor V8 4.8 aspirado de 608 cavalos de potência, montado em seu chassi de fibra de carbono e acoplado a um câmbio de seis marchas da Hewland. Como um paizão coruja, Emmo, como Fittipaldi é conhecido lá fora, disse que o motorzão foi desenvolvido para altas rotações, podendo atingir até 9.000 RPM, e que combina bastante com a dinâmica do chassi.

“Desenhamos um motor de alta rotação que, além de soar bem, se conecta com um chassi que é muito fácil de conduzir. Queremos que as pessoas consigam sentir isso na pista e que ele seja simples de conduzir”, explicou o ex-piloto que, além dos campeonatos na F1, também já faturou duas edições da Indy 500.

A expectativa é que a aceleração de 0 a 100 km/h seja feita em menos de 3 segundos e que essa performance não exija um acompanhamento ultraespecializado de uma equipe e possa ser algo mais simples e objetivo.

A versão final do EF7 tem um peso-alvo de 1.000 kg e, para atingi-lo, a produção consiste em fixar o motor e o câmbio diretamente na estrutura do chassi, de forma que funcionem também como uma parte estrutural que ajudará a suportar as cargas da suspensão.

Eu sempre disse que o formato mais perfeito que Deus fez foi o de um tubarão. Eu quis que a Pininfarina fizesse um tubarão

Parte da engenharia ficou a cargo da empresa HWA, de Hans Werner Aufrecth, um dos fundadores da divisão esportiva da Mercedes-Benz, a AMG. O desenho do carro, de acordo com Fittipaldi, foi inspirado em um tubarão. “Eu sempre disse que o formato mais perfeito que Deus fez foi o de um tubarão. Eu quis que a Pininfarina fizesse um tubarão – que, em italiano, eles chamam de squalo”, disse.

A ideia é que o conjunto seja agradável e fácil de guiar na pista. Nas palavras do bicampeão, a intenção é de que o veículo seja uma extensão do piloto, como se eles fossem uma coisa só: piloto e carro.

Serão apenas 25 unidades produzidas e os preços ainda não foram revelados. O EF7 faz parte do programa Vision GT, encabeçado pela Polyphony Digital, desenvolvedora da conhecidíssima franquia de jogos de corrida Gran Turismo. A ideia da empresa foi propor que as montadoras criassem um conceito que sintetiza-se, em suas visões, o significado perfeito da palavra “Gran Turismo”.

Marcas como Bugatti, BMW, Hyundai, Peugeot, SRT (divisão esportiva da Dodge), Mazda e várias outras já desenvolveram seus próprios conceitos, que podem ser conferidos e testados nas pistas virtuais de Gran Turismo 6. No caso do EF7, a estreia virtual está prevista no lançamento de Gran Turismo Sport, o próximo título série que deve sair ainda em 2017.