Cientista acredita que refrigerantes podem mesmo dissolver um rato

Um ácido presente na soda pode corroer até ossos, mas deixaria alguns vestígios.

(Fonte da imagem: PepsiCo)

Dias depois do caso do homem que está processando a Pepsi por ter encontrado um rato morto em uma garrafa de refrigerante, chegou a vez de a ciência explicar o ponto de vista acadêmico do ocorrido.

Relembrando: o argumento da empresa de soda é que o animal teria se decomposto por inteiro depois de meses armazenado, enquanto o homem afirma que realmente o encontrou inteiro. De acordo com a Scientific American, o refrigerante pode até ser capaz de dissolvê-lo, porém vestígios de colágeno e tecidos do bicho ainda estariam intactos, formando uma camada de material que lembra borracha.

O Yan-Fang Ren, da Universidade de Rochester, explicou que o ácido cítrico, presente em refrigerantes como o Mountain Dew (uma soda similar ao Sprite, na qual o rato foi encontrado), é um dissolvente ainda mais poderoso que o ácido fosfórico, que está na receita de bebidas como a Coca-Cola.

Ren ainda explicou que não é só o refrigerante cítrico que teria esse poder: o suco de laranja puro, que tem um pH bastante ácido (de 3,5 a 3,8), também pode ser capaz de corroer dentes e ossos depois de um tempo de exposição. A diferença? Ele contém ainda a vitamina C, enquanto as bebidas industrializadas não levam nenhum ingrediente benéfico para a saúde.


RECOMENDAMOS PARA VOCÊ


RELACIONADOS
COMENTÁRIOS
NOVAS
TOPO DA PÁGINAVER SITE COMPLETO