Embora publicamente Bill Gates e Steve Jobs tivessem uma relação amistosa, os dois eram grandes rivais e foram responsáveis por muitas brigas no passado. Em 1985, Jobs ficou furioso com a primeira interação do Windows, que ele considerava um plágio do trabalho que ele estava desenvolvendo à frente da Apple.

Durante uma edição recente de um “Ask Me Anything” (AMA) no Reddit, Gates reviveu essa questão e mostrou seu ponto de vista sobre essa suposta “cópia”. Segundo ele, não houve qualquer espécie de roubo, mas somente uma situação na qual duas empresas foram inspiradas pelas mesmas influências.

Ambos nos beneficiamos do trabalho da Xerox Parc em criar uma interface gráfica

“A principal ‘cópia’ que aconteceu relacionada a Steve e eu é que ambos nos beneficiamos do trabalho da Xerox Parc em criar uma interface gráfica — não foram só eles, mas eles fizeram o melhor trabalho. Steve contratou Bob Belville, eu contratei Charles Simonyi. Não violamos nenhuma propriedade intelectual da Xerox, mas o trabalho deles mostrou o caminho para o Mac e para o Windows”, afirmou Gates.

Essa não é a primeira vez que o fundador da Microsoft se posiciona dessa maneira. Na biografia de Steve Jobs escrita por Walter Isaacson, o escritor relata uma suposta reunião ocorrida na década de 80 na qual Gates teria afirmado que “é como se ambos tivéssemos o mesmo vizinho rico chamado Xerox e eu entrei na casa dele para roubar sua TV e descobri que você já tinha feito isso”.