Um estudo interessante realizado pela Universidade de Newcastle, no Reino Unido, diz que hackers podem descobrir a senha ou o código PIN de seu celular pelo movimento que você realiza ao digitá-los. Os pesquisadores, após o estudo, tiveram uma taxa de sucesso de 70% em descobrir as combinações numéricas.

Tudo é feito via coleta de dados de sensores, como o giroscópio

Segundo a pesquisa, é necessário coletar dados provenientes de sensores de movimento e orientação — especificamente, do giroscópio. Maryam Mehrnezhad, um dos líderes do estudo, disse que isso é uma falha de segurança. "Os aplicativos móveis e sites não pedem permissão para acessar a maioria dos sensores, e isso permite que programas maliciosos captem esses dados dos sensores", nota o doutor para a BBC.

A pesquisa diz que hackers podem agir "de maneira similar" ao uso do mouse para rastrear o que um usuário faz no computador. Ou seja, os sensores do celular indicam se você está realizando movimentos de deslizar, pressionar, tocar (e onde você está tocando), além da inclinação do próprio aparelho.

O doutor Maryam Mehrnezhad e a equipe responsável pela pesquisa alertaram algumas companhias de tecnologia sobre a falha, mas não comentaram quais, além de Google e Apple. A resposta foi que elas estão cientes do problema, mas não possuem uma solução para isso.

Um celular padrão possui cerca de 25 sensores

"Em alguns navegadores, descobrimos que, se você abrir uma página no celular ou tablet e ela possui um desses códigos maliciosos, as pessoas por trás podem espionar todos os seus detalhes pessoais", comentou Mehrnezhad. "Pior ainda, em alguns casos, a menos que você feche a página completamente, eles até podem espionar quando o seu celular está bloqueado".

Os pesquisadores também comentaram que, normalmente, as pessoas se preocupam mais com a segurança da câmera e do GPS, mas acabam se esquecendo da presença dos sensores e que eles também podem ser hackeados. O estudo diz que um celular/tablet padrão possui cerca de 25 sensores diferentes.